Preparativos

Bagagem em voos internacionais: regras de peso das companhias em 2018

Quando o assunto é passagem aérea, sempre surgem muitas dúvidas e é comum se perder em meio a tantos detalhes. Cada companhia aérea tem suas próprias regras, e é importante prestar muita atenção na hora de bater o martelo e escolher a empresa, especialmente sobre o peso da bagagem permitida nos vôos, já que as regras mudaram recentemente e quem não se informar direito pode acabar gastando algumas centenas de dólares indesejados. Para evitar que isso aconteça, a gente resolveu escrever esse post com as novas regras vigentes.

Com os preços tentadores dos EUA muita gente viaja com a intenção de se jogar nas compras, e a escolha da companhia aérea irá influenciar diretamente na quantidade de bagagem que você pode levar e trazer pro Brasil. Se você pretende trazer bastante coisa, essas dicas são para você e podem te ajudar a escolher a opção mais econômica para a sua viagem.

Essas dicas valem especialmente pra quem viaja com intenção de fazer muitas compras e voltar com a mala pesada: por exemplo quem vai para os EUA  na época da Black Friday e já está empolgado com os super descontos , ou ainda pra quem vai fazer enxoval de bebê, enxoval pra casa (já contamos aqui da saga da Rê com a batedeira KitchenAid e a minha quando resolvi trazer um móvel de última hora), ou pra quem pretende abusar nas compras de eletrônicos.

O que mudou na regra das franquias de bagagens em vôos internacionais?

Mesmo quem já viajou pra fora nos últimos anos precisa ficar atento, porque em 2017 houve uma grande mudança nas regras de franquias de bagagem. Até então, todas as empresas eram obrigadas a permitir o despacho de 2 malas de 32kg por passageiro, o que colocava o Brasil em uma posição única e diferenciada nos limites de franquia. Depois da recente mudança nas regras da ANAC, essa obrigação não existe mais, ou seja, as empresas podem definir o limite de bagagem que vão permitir em seus vôos.

Diante da nova regra, as dúvidas mais frequentes são: qual o limite de peso permitido nas bagagens da minha viagem? E quanto custa o excesso de bagagem?

É difícil resistir aos preços baixos dos EUA, mas fique atento aos limites de peso da bagagem pra não sair no prejuízo na hora de embarcar de volta.

É difícil resistir aos preços baixos dos EUA, mas fique atento aos limites de peso da bagagem pra não sair no prejuízo na hora de embarcar de volta.

Pensando em facilitar o planejamento da sua viagem, fizemos uma pesquisa detalhada com cada companhia e trouxemos aqui a tabelinha completa com os limites de bagagem para as principais companhias que fazem o trecho Brasil-EUA, e também as cobranças de sobrepeso e do despacho de malas adicionais.

Espero que ajude, e se você está planejando sobre passagem, pode se interessar também por essas dicas:

Limites de Bagagem em passagens aéreas entre Brasil e EUA em 2018

Tabela atualizada em 6 de março de 2018.

Franquias de Bagagem nos vôos entre Brasil e EUA
Companhia Aérea  Classe Econômica Classe Executiva/Business Custo para despachar mala adicional Taxa para bagagem acima do peso
American Airlines Tarifa Basic Economy: nenhuma

Outras: 2 malas de 23kg cada

2 malas de 32kg cada US$150 US$100 para malas entre 23kg e 32kg
Aeromexico 2 malas de 23kg cada 3 malas de 32kg cada US$160 US$100 para malas entre 23kg e 32kg,

US$200 para malas entre 32kg e 40kg

Air Canada 2 malas de 32kg cada 2 malas de 32kg cada US$75-85 Não permite
Avianca 2 malas de 23kg cada 3 malas de 23kg cada US$92 (até 6 horas antes do vôo)

US$185 (faltando menos de 6h pro vôo)

US$100 para malas entre 23kg e 32kg

US$160 para malas entre 33kg e 45kg

Azul 2 malas de 23kg cada 3 malas de 23kg cada US$150 US$150 para malas entre 23kg e 45kg
Copa 2 malas de 23kg cada 2 malas de 32kg cada US$175

US$100 para malas entre 23kg e 32kg

US$200 para malas entre 33kg e 45kg

Delta 2 malas de 23kg cada 2 malas de 32kg cada US$200

US$100 para malas entre 23kg e 32kg

US$200 para malas entre 33kg e 45kg

Gol Tarifa Light: nenhuma

Outras: 1 mala de 23kg

Tarifa Premium: 2 malas de 23kg cada Tarifa Light: 1ª mala=US$10*

2ª mala =US$30*

3ª mala = US$45*

Outras: 2ª mala =US$30*

3ª mala = US$45*

R$15 por kg excedente, até 45kg

United 2 malas de 23kg cada 2 malas de 32kg cada US$150

US$100 para malas entre 23kg e 32kg

US$200 para malas entre 33kg e 45kg

Latam 2 malas de 23kg cada 3 malas de 23kg cada US$150

US$100 para malas entre 23kg e 32kg

US$200 para malas entre 33kg e 45kg

* Valores para compra online antecipada. Se for fechar na hora do check in, vai custar o dobro.

Obs: É permitido também levar uma mala de mão de até 10kg, essa regra é igual para todas as companhias.

Obs 2: Passagens compradas antes da mudança ainda tem direito à franquia antiga. Cada companhia mudou em datas diferentes, então vale checar direitinho no seu bilhete. Algumas deles são: Copa em 20/02/2018,  American Airlines em 01/02/2018, Avianca em 25/09/2017, Latam em 18/05/2017.

Vale lembrar que todos os viajantes estão sujeitos a esses limites, exceto casos especiais como bebês de até 2 anos (que decidirem não pagar passagem integral – o chamado “lap child” ou criança de colo) ou passagens emitidas com milhas, que podem ter franquias diferentes. Nessas situações específicas, o ideal é verificar diretamente com a empresa aérea mesmo pra conferir como funciona.

Quando a viagem inclui uma conexão antes ou depois do vôo internacional

Se você comprou sua passagem com origem em uma cidade do Brasil e irá fazer conexão com uma companhia nacional antes de partir no vôo para os EUA, valerá a franquia de bagagem do trecho internacional para todo o seu itinerário. 

  • Exemplo: Comprei uma passagem de Curitiba a Orlando, com o trecho interno até SP operado pela Gol, e depois de SP a Orlando pela Copa. A regra de bagagem que vale para o trecho todo é a da franquia da Copa – desde que tenha comprado o itinerário todo junto. Se você comprar o trecho Curitiba-SP separado, daí esse trecho terá a franquia de bagagem nacional da companhia, que é diferente dessa tabela.

O mesmo vale pra quem for fazer o contrário, for pra outra cidade dos EUA depois. Se comprar tudo junto em um bilhete só, a regra de bagagem internacional é válida para todos os vôos, inclusive os dentro dos EUA.

  • Exemplo: Vou até Orlando passar uma semana, e de lá vou pra Nova York ficar mais alguns dias, e depois volto pro Brasil. Se comprar a passagem toda junta, terá a mesma franquia de bagagem internacional para o vôo Orlando-NY também.

O veredicto sobre os limites de bagagem

Vale ficar atento principalmente ao novo peso de 23kg de cada mala, uma redução significativa em relação aos antigos 32kg. O planejamento da bagagem e das compras se tornou ainda mais importante para quem não quer correr o risco de ter que pagar multas.

Infelizmente agora essa é a realidade quando viajamos para o exterior, e o que podemos fazer é caprichar na lição de casa e na pesquisa na hora de fechar as passagens para evitar surpresas e rombos no orçamento na hora de embarcar de volta para o Brasil. Os principais pontos são:

  • A única empresa que ainda voa do Brasil para a América do Norte com a franquia antiga de 32kg é a Air Canada, uma pena ser fora de mão pra quem vai para a Flórida por ter que fazer a escala em Toronto.
  • Muito cuidado ao fechar passagem para os EUA com a Gol, porque ela não inclui nenhuma bagagem gratuita em sua tarifa mais barata, a tarifa Light. Vale fazer as contas e ver se não compensa pegar a tarifa mais cara nesses casos. Atenção também com a American Airlines, que deve começar a vender tarifas mais baratas, as chamadas Basic Economy, a partir de Abril/2018, e essa tarifa também não incluí nenhuma bagagem despachada.
  • Para quem vai viajar com a certeza de trazer bastante coisa, vale prestar atenção nas colunas da direita da tabela, já que o valor da mala extra e da mala com excesso de peso pode variar MUITO de uma empresa pra outra. A própria Gol, que não é a mais vantajosa no quesito bagagem inclusa, cobra um valor bem abaixo das outras para despachar as 3 primeiras malas. Pode valer a pena no fim das contas.
  • Para quem viaja de uma cidade brasileira para outra antes de pegar o vôo para os EUA, vale a pena comprar o itinerário todo junto para poder ter direito a franquia de bagagem internacional para todos os vôos. Mesmo vale pra quem vai visitar outra cidade dos EUA depois.

Espero que as informações ajudem na escolha da sua companhia aérea, e em breve iremos fazer também avaliações das principais empresas que voam com destino aos EUA, no estilo da que fizemos para as locadoras de carros 🙂



O Vai Pra Disney é um blog independente e não é um canal mantido pela The Walt Disney Company. As informações contidas nesses sites representam a opinião de seus autores, colaboradores e usuários. Walt Disney World Resort, nomes e logos são marcas registradas da The Walt Disney Company.