Comida

T-Rex: comendo no parque dos dinossauros

Os restaurantes tematizados fazem sucesso no mundo inteiro com adultos e crianças. Lá em Orlando não poderia ser diferente: um dos restaurantes mais procurados pelas famílias na cidade é o T-Rex, que fica no Disney Springs.

Entrada do T-Rex no Disney Springs. Impossível perder de vista!

Entrada do T-Rex no Disney Springs. Impossível perder de vista!

No final de Julho fomos almoçar no restaurante, já que muitos visitantes do VPD sempre nos perguntam sobre ele. O T-Rex foi inaugurado em 2008 e desde então é um grande sucesso de público. Muitos o comparam com o Rainforest Café, que também fica no Disney Springs e tem de fato muitas similaridades que vão desde o cenário até o cardápio hiper variado.

Reservar ou não?

Como mencionei acima, esse restaurante é um dos mais populares de Orlando no momento, principalmente para aqueles que viajam com crianças. Fiz a reserva para o almoço com umas 3 semanas de antecedência, no site da Disney conforme ensinamos aqui.
Não achei difícil encontrar horário visto que eu fui no almoço de uma quinta-feira. Como o Disney Springs acaba lotando somente a noite, é mais fácil encontrar horários para o almoço do que para o jantar.

Para quem está encontrando dificuldade em fazer uma reserva, não se desespere. Em geral 70% do restaurante é preenchido com as reservas e o restante é ocupado com os chamados “walk ins”, a famigerada fila de espera.

Ao chegar no restaurante, você vai encontrar uma espécie de cabana do lado de fora onde você poderá dar o seu nome e pegar um pager para esperar. Depois pode sentar no bar do restaurante ou dar uma caminhada pelo Disney Springs (até o limite de alcance do pager) até que o aparelho toque/vibre/acenda para você ser levado a sua mesa.

Dinossauros espalhados pelo restaurante T-Rex. Impressiona a primeira vista.

Dinossauros espalhados pelo restaurante. Impressiona a primeira vista.

Nesse dia, conversei com algumas pessoas que não tinham reserva e ficaram uns 20 minutos esperando para sentar, mas durante o jantar, a fila pode chegar a 1:30h de espera. Então tente fazer a reserva – e se não conseguir, continue tentando pelo site ou app do My Disney Experience.

Por não ser um restaurante operado Disney, o T-Rex deixa poucas mesas disponíveis no sistema de reserva do My Disney Experience, então se não tiver encontrando lugares, vale a pena ligar no próprio restaurante para fazer a reserva. O telefone é +1 407-828-8739.

Se não tiver jeito, procure ir ao T-Rex fora dos horários de pico: almoço antes das 12:30 e jantar antes das 17:30 ou depois das 22h. Em geral o restaurante fica aberto das 11 da manhã até as 22:30h ou meia noite as sextas e sábados.

Como é o T-Rex

Na minha opinião o mais legal do restaurante não é a comida em si, mas o clima e o tema do lugar. Logo na entrada você encontra uma gigantesca ossada do dinossauro que da nome ao restaurante, o Tiranossauro Rex.
O restaurante é divido em quatro sessões que simulam diferentes ambientes: uma floresta tropical, o fundo do mar e uma caverna da era glacial e uma área atingida por meteoros. Acho que vale a pena dar uma caminhada pelo restaurante, só para conhecer os cenários.

O bar do T-Rex com o aquário que virou cena de filme quando estourou no ano passado.

O bar do T-Rex com o aquário que virou cena de filme quando estourou no ano passado.

A área da floresta tropical no T-Rex. Pra mim a mais tranquila e calma do restaurante. Mesmo assim, barulhenta.

A área da floresta tropical no T-Rex. Pra mim a mais tranquila e calma do restaurante. Mesmo assim, barulhenta.

É claro que estão espalhados pelo restaurante vários dinossauros que se movimentam e fazem barulhos. O bar que fica logo a esquerda de quem entra no restaurante, fica ao redor de um aquário gigantesco com vários peixes ornamentais. Curiosidade: no ano passado esse mesmo aquário trincou e acabou quebrando no meio da noite. A parte boa é que nenhuma pessoa se feriu, mas deve ter dado um baita susto.

Outro efeito que ajuda a criar o clima pré-histórico do T-Rex é a “chuva de meteoros” que atinge o restaurante a cada 20 minutos. É obvio que nada cai do teto, mas as luzes piscam e começa um barulho bem alto imitando uma chuva de pedras. Uma observação: o restaurante é bem barulhento, se é que você já não percebeu hehe
Os garçons também brincam com o showzinho e falam para todos se protegerem do meteoros. Em tempo, o garçon que nos atendeu nesse dia era brasieliro e falou em português com a gente o tempo todo.

Além do restaurante, uma lojinha de souvenirs fica na entrada do restaurante e vende de camisetas a brinquedos. Nela tem uma brincadeira famosa no restaurante chamada de “Build-A-Dino”, em que você monta o seu próprio dinossauro, e lógico, compra no final 🙂

Mesas grandes que comportam famílias de todos os tamanhos no T-Rex.

Mesas grandes que comportam famílias de todos os tamanhos.

Acabamos sentando na área da caverna glacial e aqui vai uma dica: se você quer ao menos ver que está comendo, peça para te sentarem em uma das outras sessões. Além de ser escura, a caverna fica mudando de cor de tempos em tempos. Então meu arroz começou azul, ficou rosa, depois verde, depois vermelho… Enfim, foi divertido, mas saí meio atordoado de lá. E as fotos da comida também ficaram feias.

Mal dá pra me enxergar aí, quanto mais a comida. Dica: escolha outro ambiente no T-Rex

Mal dá pra me enxergar aí, quanto mais a comida. Dica: escolha outro ambiente

A comida do T-Rex

Apesar de ter dito que a atmosfera do T-Rex acaba sobressaindo a comida, gostei bastante do que comi. Não foi uma refeição inesquecível, mas o legal do restaurante é que ele traz uma grande diversidade de opções para você escolher. E são opções relativamente diferentes dos outros restaurantes que frequentamos em Orlando.

O cardápio é gigante e tem 8 páginas de bebidas, entradas, pratos e sobremesas. É tão grande que passei pelo menos uns 15 minutos escolhendo o que eu ia pedir. O complicador é que eles criam nomes diferentes para tudo, então um simples cheeseburger vira “Bronto Burger” no T-Rex. Já o martini, no cardápio de drinks, ganha uma versão chamada “Cotton-Tini”, que leva uma bola de algodão doce no topo. É mole? rs

Eu escolhi um prato chamado “Cretaceous Chicken Fried Steak” (que nem existe mais no cardápio), e que apesar de ter chicken no nome, não tem nada de galinha. Era na verdade um filet bovino a milanesa servido com dois acompanhamentos a sua escolha. O chicken no nome é só pra fazer uma piada, pois sendo a milanesa, a carne fica mais clara do lado de fora.
Eu pedi a carne junto com fritas e o Raptor Rice, que lembra um arroz oriental, bem aromático. O prato é super bem servido. Dá pra dividir? Dá. Está com MUITA fome? Melhor pedir um sozinho.
Incluindo os acompanhamentos o prato custou $20 dólares, o que entre as carnes do cardápio era a opção mais barata.

O Cretaceous Chicken Fried Steak com batata frita e arroz oriental no T-Rex

O Cretaceous Chicken Fried Steak com batata frita e arroz oriental

Além disso você encontra muitas opções de carne bovina, frango, frutos do mar, saladas, sopas, massas e sanduíches. Como eu disse, tem pra todos os gostos.
Outro ponto importante é o preço. Não achei o T-Rex um restaurante exatamente econômico. Em uma refeição completa, um adulto gasta entre $30 e $40, o que garante um bom jantar em outros restaurantes de Orlando.

Conclusão sobre o T-Rex

O T-Rex é um restaurante divertido e diferente. Sem dúvida vale a pena para ter um jantar (ou almoço) fora da rotina durante a viagem. Não é um restaurante gourmet, mas cumpre a sua função e alimenta bem e com criatividade. O preço não é uma maravilha, mas também não é um roubo. Como eu disse, é ideal para uma refeição especial ou na comemoração de algo.

Nome: T-Rex
Endereço:1676 E Buena Vista Dr, Lake Buena Vista, FL 32830 (Veja no Google Maps)
Telefone: +1 407-828-8739
Referência: Dentro do Disney Springs
Preço: US$30 a US$40 dólares por pessoa em média, podendo variar muito dependendo do pedido.
Horário de Funcionamento: sempre abre as 11:00 e fecha entre as 22:30 e 00:00 (Sextas e Sábados)
Cardápioclique aqui para ver o cardápio em português
Disney Dining Plan: Sim, vale um crédito de Table Service.
Avaliação do VPDNota 2 de 5



O Vai Pra Disney é um blog independente e não é um canal mantido pela The Walt Disney Company. As informações contidas nesses sites representam a opinião de seus autores, colaboradores e usuários. Walt Disney World Resort, nomes e logos são marcas registradas da The Walt Disney Company.