VPD Orlando - Vai Pra Disney
Cruzeiros

Disney Cruise Line: entendendo o cruzeiro da Disney

Estou super animada para o post de hoje já que vou falar de um assunto que sou apaixonada: o Disney Cruise Line! Afinal de contas, o que é o Disney Cruise Line? Como funciona? Vale a pena? Essas são algumas das perguntas mais comuns que recebemos aqui no VPD de leitores que acabaram de descobrir a existência do Disney Cruise Line.

A gente sabe que passar as férias nos parques em Orlando é uma delícia, mas hoje quero contar um pouquinho sobre as férias no cruzeiro da Disney, uma experiência completamente diferente (desde o planejamento até as programações), mas igualmente interessante.

Disney Fantasy: o navio mais bonito que estava no porto, sem dúvidas!

A primeira vez que eu tive a oportunidade de ir no Disney Cruise Line fiquei completamente encantada com cada detalhe dessa viagem. Fui com a Bia muitos anos atrás, e foi amor à primeira vista, a gente amou tanto a experiência que ficamos viciadas. Depois voltei mais muitas vezes com o Fe, meus pais, a Juju e o Dani, e estou sempre terminando um cruzeiro já sonhando com o próximo.

Bia e eu na festa pirata do navio, no nosso primeiro cruzeiro 😉

Hoje a ideia é explicar de modo geral sobre como é o Disney Cruise Line e suas atividades. Assim você pode conhecer um pouco mais dessa opção para suas férias e avaliar se é ou não interessante para você. Já fizemos até uma série de vlogs lá no nosso canal do YouTube mostrando um cruzeiro de 7 noites que fizemos no Caribe! Se quiser assistir, é só dar play aqui embaixo:

O que é o Disney Cruise Line?

O Disney Cruise Line é a linha de cruzeiros da Disney, que leva o mesmo clima de magia Disney para uma experiência completamente diferente dos parques. São ao todo 5 navios:

  • Disney Dream
  • Disney Wonder
  • Disney Fantasy
  • Disney Magic
  • Disney Wish

Os navios operam oferecendo diferentes itinerários para diversos lugares do mundo, em viagens que podem durar de 3 até 13 dias. A variedade é bem grande então dá para encaixar o Disney Cruise no tempo que você tiver disponível.

Os destinos também são bem diversos: você pode optar por tomar sol nas Bahamas ou ir para o Alasca. Ou ainda para Noruega, ilhas gregas e por aí vai. Enquanto você viaja, a experiência de estar no navio já é um show, completamente imerso no mundo Disney. A cortesia dos funcionários, a decoração, as opções de entretenimento e os personagens que estão sempre por lá não te deixam esquecer que esse é um cruzeiro diferente dos demais, afinal, é o cruzeiro da Disney. Enquanto eu estou no Disney Cruise, a minha vontade é sempre de que a viagem não acabe nunca mais, de tão deliciosos que são meus dias em alto mar. Os navios da Disney são incríveis e desembarcar de vez é um sofrimento, já vou logo avisando!

Aqui damos dicas para ajudar a escolher o cruzeiro ideal pra você!

Se visitar a ilha da Disney em Bahamas com o cruzeiro da Disney não é o melhor jeito de descansar, eu realmente não sei qual é!

O que fazer no Disney Cruise Line?

Enquanto a rotina dos parques em Orlando é aquela correria louca, a ideia do cruzeiro é um pouco diferente. Aqui você desacelera e curte o passeio. É claro que durante o dia todo tem muitas opções de coisas para fazer, são tantas opções que é impossível participar de TODAS as atividades do navio. Apesar disso, é tudo num ritmo mais calmo. As atividades vão desde encontro com personagens até cinema, bingo, massagem no spa ou simplesmente relaxar na piscina.

Para famílias com crianças pequenas, o cruzeiro é uma tranquilidade, pois há atividades monitoradas para elas o dia inteiro. É claro que não estou falando para você largar seus filhos com monitores que não falam o idioma deles, você pode ficar junto também, mas é sempre bom saber que mais olhos estão cuidando das crianças por lá, né?

Splash Zone de Toy Story no Disney Wish.

Os navios são repletos de atividades pensando nos pequenos. Cada navio pode ter uma estrutura e um tema um pouco diferentes, mas todos tem uma área de playground molhado que as crianças pequenas adoram. As piscinas das áreas de família também são rasas, ideais para as crianças.

Para falar a verdade, acho que o cruzeiro é até mais proveitoso do que os parques para crianças muito pequenas que ainda não entendem muito o que está rolando nas atrações dos parques. Lá elas podem se divertir pra caramba, interagir com personagens, brincar o tempo todo e ainda podem descansar a qualquer momento se ficarem cansadas, afinal, basta voltarem pro quarto. Eu já fiz um post cheio de dicas para cruzeiros com bebês e crianças pequenas, pois a Juju faz cruzeiros desde antes de ter 1 aninho e ela sempre aproveitou muito todos eles nas diferentes fases e idades. Também já fiz um vídeo sobre o assunto lá no nosso canal do Youtube.

Isso dito, as crianças não são as únicas que aproveitam não. Há áreas separadas só para adultos nos cruzeiros e atividades mais voltadas para quem é mais velho. Eu mesma fui a primeira vez sem crianças e sai completamente apaixonada pela experiência do cruzeiro. A Bia fez um cruzeiro sozinha e também curtiu muito.

Os cruzeiros são especiais demais para bebês e crianças pequenas!

Quanto custa o Disney Cruise Line?

Os preços vão variar MUITO de acordo com a quantidade de dias, número de pessoas, itinerário e quarto que você escolher no cruzeiro. Os preços começam em mais ou menos US$2300 para duas pessoas em cruzeiros de 3 dias (uma pessoa só sai praticamente o mesmo preço), isso com praticamente tudo incluso, como explicamos em mais detalhes aqui.

Até mesmo a alimentação já está no valor do Disney Cruise Line, e explicamos tudo sobre como funcionam as refeições e restaurantes aqui. Aliás, dá para comer a vontade o dia inteiro no Disney Cruise Line e só tem coisa boa!

Os preços vão variar também de acordo com a cabine escolhida.

Fechando o Disney Cruise Line, você não precisa se preocupar com quase nenhum gasto. As únicas despesas extras que não estão inclusas são:

  • Gorjetas no navio: apesar de não inclusas, é um gasto altamente esperado. O serviço do navio costuma ser excelente e o salário dos funcionários é composto esperando que vão receber a gorjetas. Contamos melhor aqui
  • Seguro viagem: eu acho altamente recomendável, e a gente conta mais sobre o assunto aqui.
  • Atividades extras nos destinos do navio: quem vai para Bahamas por exemplo, pode fechar um pacote para nadar com os golfinhos, entre muitas outras atividades. Quem vai para o Alasca vai ter opções completamente diferentes. Você não precisa fechar programações para descer do navio e curtir a viagem, mas se quiser fazer isso, o custo é à parte.
  • Transporte até o porto: se você estiver em Orlando, por exemplo, e for fazer um cruzeiro saindo do Porto Canaveral, vai ter que providenciar transporte até lá e na volta, até Orlando novamente. O Disney Cruise Line até oferece a opção de transporte mas é cobrada à parte. Se você for sair de outro porto, terá que pensar em como se locomover até lá também. Lembrando que o trecho aéreo também é por sua conta e não está incluso no pacote padrão do Disney Cruise Line.
A Disney oferece transporte dos resorts em Orlando e do aeroporto, mas o valor não está no pacote básico do cruzeiro, é um adicional.
  • Lembrancinhas: sim, você provavelmente vai ficar bem interessado nos produtos das lojinhas do navio e nada disso está incluso. Minha dica é se segurar e comprar tudo na última noite da viagem, assim você deixa o entusiasmo da compra por impulso passar e leva apenas as coisas que realmente deseja. Veja aqui como funcionam os gastos no cruzeiro.
  • Internet: minha sugestão é que você fique desconectado por alguns dias, já que a internet do navio não é nada barata e ainda assim, é meio lenta. Verdade seja dita: além de economizar, você relaxa muito mais deixando a internet de lado.

Parece muita coisa mas eu não acho que seja. No fim, se você parar pra pensar que não vai ter que se preocupar com alimentação, estadia ou entretenimento (salvo atividades extras), acaba sendo uma tranquilidade não ter surpresas nos gastos do navio. Você já entra sabendo quanto vai gastar e com 90% da viagem paga. Fica faltando basicamente gorjetas e lembrancinhas.

Para onde ir com o Disney Cruise Line?

Como eu falei antes, as possibilidades são bem abrangentes e estou sempre pensando no próximo cruzeiro. O mais clássico é o de Bahamas, que está disponível o ano todo e tem tudo a ver com o clima de cruzeiro, já que está quase sempre sol por lá. Isso sem falar que esses cruzeiros costumam parar em Castaway Cay, a ilha da Disney nas Bahamas que é um sonho! Ainda há cruzeiros para ilhas do Mediterrâneo, Noruega, Alasca, Califórnia, México entre outras opções.

Renata em primeiro plano com geleira no Alasca ao fundo
Meu primeiro cruzeiro pelo Alasca, a realização de um sonho!

Alguns cruzeiros do Disney Cruise Line são sazonais: o do Alasca, por exemplo, só é feito de maio a setembro. Outros, como Caribe e Bahamas, podem ser feitos o ano todo. Vai da sua preferência e interesse!

Para ver nossa outra série de vlogs a bordo do Disney Wonder no cruzeiro de 7 noites pelo Alasca, é só dar play abaixo:

Será que eu vou passar mal no cruzeiro?

Muito complicado eu te responder isso, né? Não tenho como te afirmar que você vai ou não passar mal, o que posso fazer é contar um pouco da minha experiência. Ao meu ver tem duas coisas que podem te fazer passar mal no Disney Cruise Line:

  1. O fato dele chacoalhar
  2. O fato de ser um ambiente fechado (para quem tem claustrofobia).

Eu tinha tudo para ter problema com os dois fatores, mas não tive. Eu tenho pressão baixa e to sempre com tontura. Além disso, tenho um pouco (talvez nem tão pouco) de claustrofobia. Mesmo assim, aproveitei muito o navio!

Seguro de Viagem é um item obrigatório em qualquer viagem internacional
se sentir enjôo, no próprio navio você pode pegar remédios de graça.

Durante os cruzeiro nunca passei mal nem senti um super enjôo. Algumas vezes senti bastante o navio chacoalhando, o que até chegava a dar uma leve “zonzeira” mas não a ponto de me sentir mal. Talvez para quem é muuuito sensível a movimento ou tem uma labirintite muito forte, o Disney Cruise Line possa não ser uma boa ideia. Fora isso, acho bem tranquilo e caso você se sinta enjoado, pode passar no ambulatório ou até no Guest Services e pegar remédios.

Quanto à claustrofobia, acho que pode ser evitada optando por um quarto com varanda que te dá uma sensação de liberdade maior, além de ter uma vista linda. É sem dúvida um gasto a mais, mas acho que se justifica para evitar qualquer problema para quem não se sente bem em ambientes fechados. Detalhe: as varandas possuem travas de segurança para não ter risco das crianças abrirem. 😉

Para mim, a varanda no quarto resolveu o problema de claustrofobia.

Se você tem medo de passar mal, minha sugestão é começar com cruzeiros menores: 3 ou 4 dias. Assim dá para sentir se esse é o tipo de experiência que você curte ou não, sem comprometer muito tempo das suas férias. E se você não gostar, rapidinho o cruzeiro acaba. Acho normal ter essa preocupação no primeiro cruzeiro (eu também tive), mas de verdade , acredito que grandes são as chances de você se apaixonar por essa experiência assim como aconteceu comigo.

Quando fazer um cruzeiro da Disney?

Há opções de cruzeiros todos os meses do ano, então aqui vai depender muito da sua disponibilidade e se você deseja ou não ir para um destino específico. Como eu falei antes, alguns cruzeiros são sazonais e nesses casos, você precisa se programar com antecedência. Eu fiz o do Alasca com a minha família e depois novamente com a Bia, e foram viagens inesquecíveis pra todos.

Se você quiser fazer um cruzeiro para Bahamas ou para o Caribe, consegue encaixar nas suas férias praticamente em qualquer época do ano.

O Capitão Mickey é um dos encontros com personagem mais legais do navio.

Se você quiser unir o cruzeiro com sua viagem aos parques da Disney em Orlando, acho uma ótima ideia já que você já gasta uma passagem aérea só para curtir as duas coisas. Você só precisa garantir que os cruzeiros de seu interesse saiam da região: de preferência do Porto Canaveral ou de Fort Lauderdale.

Caso decida fazer essa dobradinha parques + Disney Cruise Line, minha sugestão é deixar o cruzeiro para o final da viagem. Como a rotina dos parques é quase uma maratona e no cruzeiro você desacelera completamente, o mais gostoso é fazer primeiro parques e depois cruzeiro: assim você pode relaxar depois de toda a correria dos parques. Se fizer o contrário, você vai chegar em Orlando naquele “ritmo de preguiça” do cruzeiro e terá que entrar no pique dos parques rapidinho, ou seja, tudo que você relaxou no navio vai pro brejo.

A ilha da Disney em Bahamas, Castaway Cay, é uma delícia! Perfeita para relaxar.

Por isso, veja as datas do cruzeiro de preferência antes de comprar sua passagem área. Assim você se planeja para ir primeiro aos parques, depois ir ao cruzeiro, idealmente passar um dia em Orlando na volta do cruzeiro para evitar correria, e por fim voltar para casa.

Independente de juntar ou não o cruzeiro com parques da Disney, a minha sugestão é buscar fechar sua viagem no Disney Cruise Line com pelo menos uns meses de antecedência. Quanto antes você fechar o cruzeiro, mais opções de quarto estarão disponíveis, o que é ideal para quem quer economizar, já que os quartos mais baratos são sempre os que acabam primeiro. Além disso, fechando com antecedência você garante poder escolher entre todas as atividades extras que precisam ser agendadas, visto que algumas podem se esgotar nos cruzeiros mais concorridos.

os restaurantes são incríveis.

Falando em cruzeiros concorridos, seguindo a lei mais básica da economia, quanto maior a demanda, mais caro vai ser o cruzeiro, já que o número de quartos é limitado. Por isso, se tiver flexibilidade, opte por viajar em baixa temporada, quando deve encontrar cruzeiros mais baratos. Clique aqui para ter uma ideia dos períodos mais e menos cheios em Orlando, que acaba sendo uma boa referência para a lotação dos cruzeiros (principalmente os que saem do Porto Canaveral).

Cruzeiros Temáticos

Em algumas épocas do ano acontecem cruzeiros especiais com alguma temática diferente. Nesses itinerários, a programação é diferente e envolve elementos relacionados ao tema do cruzeiro, como shows especiais, encontros com personagens e atividades interativas. Por exemplo:

  • Janeiro e Fevereiro: acontecem os cruzeiros de Pixar
  • Janeiro a Março: os dos super-heróis da Marvel
  • Setembro e Outubro: cruzeiros de Halloween
  • Novembro e Dezembro: de Natal

Vale mencionar que não são todos os cruzeiros desses meses que tem essas temáticas, tá? Só alguns navios e itinerários específicos que participam. A gente já mostrou um pouquinho sobre o cruzeiro temático de Halloween lá no nosso canal do YouTube:

Vale a pena fazer o cruzeiro da Disney?

Sempre digo que o que vale a pena para mim pode não valer a pena para você; é um conceito muito pessoal e aqui posso falar apenas sobre a minha opinião. Isso dito, acho que o Disney Cruise Line vale SUPER a pena. Seja como um complemento da sua viagem a Orlando ou motivação principal das suas férias, o cruzeiro da Disney é uma experiência deliciosa, relaxante, e muito completa, sempre com o clima da Disney.

De todo jeito, se você está indo em um cruzeiro, pode ficar feliz! Pode ficar muuuuito feliz! Não tem como não ser incrível!

Eu sou obcecada com o cruzeiro e só consigo pensar “quando vou de novo?”, então a minha recomendação não poderia ser outra: vá! Conheça o cruzeiro e aproveite cada segundo. Se você for um pouquinho parecido ou parecida comigo, pode ter certeza que um novo vício vai nascer no segundo em que você pisar no navio da Disney!

Como reservar um Cruzeiro da Disney?

Os meios para reservar cruzeiro são basicamente os mesmos de outras reservas, como as de hotéis da Disney. São muitos canais disponíveis mas os principais são:

  • Central de reservas da Disney, ligando conforme ensinamos aqui.
  • Site oficial da Disney dos EUA através desse link.
  • VPD Travel: para cotações no nosso site de vendas com os preços especiais que negociamos para os leitores, basta clicar aqui
  • Agência de turismo ou operadora da Disney: se você prefere fechar suas reservas através de uma agência ou operadora, pergunte pra ela a respeito dos cruzeiros.