VPD Orlando - Vai Pra Disney
Preparativos da viagem

O que NÃO fazer em Orlando: erros pra evitar na sua viagem

A gente dá várias dicas de formas de você aproveitar mais a sua viagem, mas a verdade é que se você evitar certos erros chatos que a gente vê muita gente cometendo por aí, você já está com mais de meio caminho andado pra ter uma viagem ótima.

Pensando na realidade de uma viagem, acho que evitar erros é até mais importante do que garantir acertos. Acertos e formas de aproveitar são sempre mais pessoais e relativos, mas tem certas furadas que afetam negativamente todo mundo e meu objetivo hoje é garantir que você não caia em nenhuma delas. 😉

Esse é o tipo de assunto que eu gosto de dar bastante detalhes, mas pra quem prefere uma visão mais rápida ou prefere vídeo mesmo, também fiz um vídeo sobre o assunto lá no nosso canal. É só dar play aí embaixo e aproveita pra se inscrever o nosso canal pra ver as dicas e resuminhos das notícias que rolam por lá.

11 Erros pra evitar na sua viagem

Não se planejar

Se você está lendo esse post, acredito mesmo que este erro você não vai cometer, mas eu não poderia deixa-lo de fora dessa lista porque ele tem um impacto gigante na viagem de qualquer pessoa.

Férias é pra ser um momento de relaxar e tem vários destinos por aí que permitem uma viagem mais espontânea e sem nenhum tipo de preparação prévia, mas Orlando não um desses destinos. 

Imagem do Hollywood Studios à noite, com a Tower of Terror iluminada em azul ao fundo.
Planejamento é essencial pra aproveitar a viagem para Orlando

Você precisa tomar certas decisões e se familiarizar com o que te espera na cidade tanto para decidir o que você vai conhecer (e evitar gastar tempo e dinheiro com o que não vale a pena), como para conseguir aproveitar o que deseja mesmo, evitando esperas maiores do que o necessário ou até mesmo se frustrar por indisponibilidade por ter deixado pra última hora.

Não precisa entrar na neura ou gastar dinheiro com planejamento. Respira! É só se familiarizar mesmo, pelo menos num nível intermediário. Se você quiser ir mais a fundo e pesquisar muito, você vai aproveitar ainda mais, mas minimamente decida:

Essas são algumas das perguntas que se você souber responder de antemão, vai aproveitar muito muito mais. Chegar em Orlando e ficar perdido sem saber o que fazer é perder tempo de viagem – um tempo que você pagou caro pra aproveitar. O bom planejamento te faz tomar todas as decisões importantes antes da viagem, no Brasil, sem gastar um centavo ou um minuto das suas preciosas férias.

Eu acho que na vida, qualquer decisão que é tomada com mais tempo e tranquilidade, tem mais chance de sucesso. Na viagem não vai ser diferente, e você poder decidir as coisas com tempo e recursos em casa, em vez de fazer isso na pressão de já estar viajando, vai resultar em decisões mais informadas e mais acertadas com certeza.

Resumindo: planejar te permite aproveitar mais e gastar menos, então não tem muito erro, né?

Se você tiver na dúvida por onde começar o seu planejamento, o nosso Assistente de Viagem aqui do blog pode ser um bom ponto de partida. Ele é uma ferramenta gratuita que passa pelas diferentes fases do planejamento de viagens e te oferece dicas para te guiar em cada uma das que você ainda não concluiu. Se quiser dar uma olhada, é só clicar aqui. 

Se planejar exageradamente

Esse é um dos erros mais comum pra quem já entendeu que é importante se planejar, mas que continua inseguro com o que não conhece de Orlando. A gente recebe muitas perguntas do tipo:

  • Quanto tempo leva pra ir de tal atração a tal atração?
  • A que horas eu marco meu FastPass+ pra usá-lo quando chegar nessa área do parque? 
Imagem do Magic Kingdom durante o dia, com a banda que se apresenta na Main Street em suas roupas vermelhas e brancas e o castelo da Cinderela ao fundo.
Uma programação engessada te impede de curtir o clima dos parques

Existe um equilíbrio entre o planejamento pra aproveitar e o engessamento da sua programação. Eu gosto de pensar assim: você precisa conhecer o terreno e o caminho que você quer traçar, mas não precisa definir o local exato que seu pé vai pisar em cada passo nesse caminho. Querer planejar cada minuto te faz aproveitar MENOS e não mais, já que:

  • Você tira todo o espaço pra você curtir espontaneamente e vivenciar o clima do parque com calma, já que em vez disso está sempre pensando no próximo compromisso. Esse clima mágico é parte tão importante da visita aos parques, que tirar isso da sua experiência com a pressão de “obrigação de fazer o máximo” a cada minuto é um belo tiro no pé.
  • Você está entrando num plano que está fadado ao fracasso. Se você tentar planejar cada minuto você não só vai se privar, como com certeza vai se FRUSTRAR. Ninguém consegue planejar cada minuto e a primeira fila pra ir ao banheiro que não foi planejada, seus planos minuto a minuto vão por água abaixo. E aí você vai passar o resto do seu dia de parque preocupada com isso ou vai resolver curtir? 
  • Por mais que a intenção seja um esforço pra curtir mais, os parques não são uma máquina que funciona exatamente igual todos os dias. Você precisa entender a lógica e ter espaço de manobra pra ir tomando suas decisões ali na hora. E mesmo se você não tomar a decisão otimizada em todos os momentos, você vai aproveitar mais do que se você ficar exageradamente se preocupando com isso.

De novo, volte ao primeiro ponto e deixe o estudo do que você precisa saber de cada parque no planejamento antes da viagem. Tenha um norte, entenda a dinâmica e chegando lá APROVEITE. Se permita curtir as pequenas coisas, tirar suas fotos, experimentar o que tiver vontade e absorver o máximo do clima especial que só os parques tem. Você merece tudo isso! <3

Desligar o despertador

De novo, férias é pra descansar, eu sei disso. Mas eu PROMETO que vale a pena sair da cama arrastado, morrendo de sono, pra chegar bem cedinho nos parques e aproveitar as melhores horas do dia. Até porque não tem café que vá te despertar tão bem como uma boa atração dos parques! Você vai ver que é só chegar em qualquer parque que o sono já foi embora! 😉

Já falei isso muitas vezes aqui no blog, mas repito tanto porque é uma das dicas que mais pode impactar positivamente a viagem e muita gente desperdiça essa oportunidade! As primeiras horas do dia são de longe as mais tranquilas e quando você consegue fazer mais atrações em menos tempo. Seu dia todo vai render demais se você fizer um bom aproveitamento desse tempinho.

Foto da Toy Story Land no Hollywood Studios com poucas pessoas, tirada logo cedo, quando os parques ainda não encheram.  Um dos erros mais comuns nas viagens é não chegar cedo e aproveitar isso!
As manhãs são mais tranquilas nos parques e elas fazem toda a diferença no aproveitamento

Isso sem contar que eu acho uma delícia estar nos parques enquanto eles ainda estão mais calmos. É especial! Dormir até tarde você pode fazer na sua casa, em qualquer final de semana. Em Orlando, não cometa esse erro e aproveite cada minutinho.  😉

Viver pelo celular

Poucos erros me incomodam como esse e pensando aqui, acho que me deixa tão transtornada porque a maioria das pessoas NEM NOTA o que está fazendo e isso afeta completamente a experiência delas. 

As facilidades da tecnologia e dos celulares trouxeram muitas vantagens pra nossa vida, inclusive pra nossa experiência de parque, mas se você não souber dosar, a balança facilmente começa a pender pro outro lado e eles te fazem aproveitar menos.

Foto do show de fogos do Hollywood Studios, com o Teatro Chinês iluminado e com projeções de Star Wars.  Um dos erros que as pessoas cometem na viagem é filmar os shows ao invés de assistir de fato!
Os shows de fogos de todos os parques são INCRÍVEIS e você merece ter essa experiência completa!

Isso se aplica em vários momentos da viagem e dos parques, como quando as pessoas se preocupam mais em tirar a foto perfeita do instagram do que de fato viver o momento perfeito. Equilíbrio é tudo, né?

Pra ser sincera, de todos os desafios do celular, o que eu acho um sacrilégio mesmo é na hora do show de fogos, quando TANTA gente PERDE de viver essa experiência por completo porque se limita a assisti-lo pela tela do celular. Pra mim, isso não faz o MENOR sentido e eu posso provar.

  • Primeiro porque normalmente o vídeo nem vai ficar essas maravilhas (e você consegue achar versões melhores pra assistir depois com certeza, se quiser)
  • Em segundo lugar e mais importante, nem que ficasse linda a sua gravação, ela nunca vai chegar aos pés do que é um show desses ao vivo. O show lá MARAVILHOSO bem na sua frente, na sua cara e você perdendo porque está enclausurado na tela do celular sem nem notar.

Sim, eu sei que a idéia inicial é só deixar filmando e continuar vendo ao vivo, mas não sei se é um reflexo ou o que acontece, só sei que todo mundo que levanta o celular, acaba assistindo por ele. Pior que isso só quando alguém levanta um TABLET que além de atrapalhar os outros, vai ficar uma gravação péssima. E quem leva um tablet por parque pra começo de conversa, né? Hahaha

Foto do Magic Kingdom durante o show de Fogos Happily Ever After. O castelo da Cinderela brilha com luz azul e cor-de-rosa e os visitantes estão na sombra. Um dos maiores erros é perder isso e ficar filmando no celular!
Juro, gente! Ver esse show na vida real é mil vezes mais incrível do que ver uma gravação no celular!

Eu tenho vontade real de abordar todo mundo que faz isso, porque fico morrendo de dó do que eles estão se privando. Os shows de encerramento dos parques são alguns dos espetáculos mais lindos que eu já vi na vida e um dos pontos altos da viagem. Você merece ter o impacto real e essa experiência por completo então não permita que seu celular te impeça de ter exatamente o que você merece e pagou pra ver. 

Achar que só tem hambúrguer e pizza

Muita gente ainda acha que nos Estados Unidos só se come hambúrguer e pizza e isso está bem longe de ser a verdade – tanto nos EUA como nos parques.

É só olhar um pouco além das opções mais óbvias e você vai ver que mesmo quem quer economizar, vai encontrar várias alternativas ótimas e mais saudáveis tanto dentro como fora dos parques, sem precisar gastar mais com isso.

Não vou me prolongar muito nesse assunto aqui porque já falei muuuuito sobre o assunto aqui no blog. Alguns links que podem te ajudar a comer bem em qualquer lugar, com qualquer orçamento. 

Deixar pra comprar o ingresso só em Orlando

Os ingressos são uma das grandes despesas da viagem e um ponto super importante de qualquer planejamento, por isso é tão importante olhar com atenção tudo que envolve sua escolha e compra.

Em especial, quem comete o primeiro erro dessa lista e não se planeja, pode acabar deixando pra comprar os ingressos ali na bilheteria do parque, mas só vejo desvantagens nessa escolha e vou explicar porquê.

Primeiro de tudo, você vai perder um tempo desnecessário fazendo isso – e de novo: estou falando de tempo de viagem, um tempo que você poderia (e deveria) aproveitar. Segundo, deixar pra comprar o ingresso na hora pode impactar decisões importantes da sua viagem e limitar as suas possibilidades de aproveitar algumas programações.

  • Pensando num contexto sem pandemia, os Fastpass+ da Disney te ajudam a aproveitar muito mais os parques se você consegue usar esse benefício em atrações populares (e com isso evitar grandes filas). Você só consegue agendar Fastpass+ com ingresso do parque comprado. Ou seja, se você deixar pra comprar o ingresso no parque, só vai conseguir usar esse benefício nas atrações que sobrarem (justamente as que eles são menos úteis). Os fastpasses+ para as atrações populares e com muitas filas são sempre os primeiros a esgotar.
  • Nesse momento de pandemia, a Disney tem exigido que você faça uma reserva para poder visitar os parques, o Park Pass– e apesar de não ser certeza, há alguns indícios de que essa moda veio pra ficar. Você só pode fazer uma reserva, se já tiver comprado o seu ingresso. Ou seja, você só consegue definir certinho que dia vai em cada parque da Disney depois que tiver os ingressos em mãos para fazer sua reserva. 

Se não bastasse, também acho comprar o ingresso só em Orlando um erro porque não vai ser a opção mais barata. Os preços da bilheteria da Disney são os mesmo do site da Disney (apesar de no site ter o IOF), mas a Disney também tem parceria com operadoras no Brasil e hoje você encontra várias agencias vendendo em reais mais barato que a Disney e muitas vezes com pagamento facilitado, no boleto ou com possibilidade de parcelar. 

A gente mesmo no VPD Travel, nossa agência de viagem, trabalha com uma operadora da Disney e consegue vender os ingressos com descontos pra vocês. Eu sempre recomendo que você pesquise uns três canais de venda da sua confiança para compra de ingresso e se quiser considerar a gente nessa pesquisa, é só clicar aqui pra ver nosso site de vendas e ter nosso suporte no seu planejamento.

Independente de comprar com a Disney, com a gente ou com outro canal, o importante mesmo é fazer essa compra antecipadamente para poder economizar, se planejar e aproveitar melhor sua viagem. Evitando esse erro, você economiza dólares e curte mais a viagem!

Ir embora antes do show de fogos

Talvez você já tenha percebido que erros que envolvem os shows de fogos mexem demais comigo, mas COMO ASSIM alguém vai no parque a vai embora sem ver o show de fogos? E eu sei que muitos pais de crianças pequenas dividem o parque em dois dias (um pra visitar de manhã e outro pra visitar a noite) e só assistem o show em um dos dias, mas não estou falando desse caso aqui. 

Tem muita gente que fica com preguiça (!!!) de esperar os shows de encerramento dos parques ou pensam na situação pós show, com todo mundo tentando sair do parque ao mesmo tempo e acham que é uma boa idéia ir embora antes pra conseguir sair do parque sem tanta bagunça. Que erro!

Foto da Main Street do Magic Kingdom no fim do dia, com vários visitantes se encaminhando para a saída, antes de ver o show de fogos. Esse é um dos piores erros que as pessoas cometem na viagem.
Fico desolada quando vejo gente indo embora antes dos fogos!

Eu fico sem ar, morro de dó, porque eles não sabem o que estão deixando pra trás, mas gente: o show de fogos é uma parte muito grande e muito maravilhosa do dia de parque. É um dos momentos mais emocionantes, especiais e únicos. Ele é parte essencial de fazer valer o seu ingresso em muitos parques, então não deixe que uns minutinhos a mais de espera ou a menos de sono te impeçam de viver esse momento tão maravilhoso. 

Fazer só o básico

Não me entenda mal, o principal de uma viagem a Orlando vai ser visitar os parques mesmo. Eles provavelmente vão ocupar a maior parte dos seus dias de viagem, mas nem por isso você precisa ficar só na rota mais turística entre parques, Outlets ou a International Drive.

Orlando (e arredores) tem muito mais a oferecer do que isso e por isso considero um erro você ignorar completamente todas estas possibilidades pra fazer sua viagem mais única e personalizada. Aqui no blog, a gente já falou de várias formas de incrementar sua viagem além dos parques. Aliás, a gente tem uma categoria aqui no blog só dedicada à isso, e independente do seu perfil, provavelmente você vai encontrar uma ou outra programação interessante pra tornar a sua viagem ainda mais especial. 

Entender o que esperar

A gente fala muito de lotação dos parques aqui no blog, porque escolher a época da viagem com cuidado pode fazer uma diferença enorme no tempo de fila e na quantidade de atrações que você consegue visitar. Aliás, lotação afeta até mesmo o quanto você vai curtir ESTAR no parque – algo que é tão prazeroso normalmente pode ser estressante nos dias mais cheios. 

Se você acompanha o blog, talvez já saiba quais são as melhores e piores épocas pra viajar, pode ter visto nosso Guia de Orlando Mês a Mês ou o calendário de lotação (que sim, eu estou precisando atualizar), mas mesmo que você escolha uma época marcada como verde (baixa temporada) é importante você entender o que isso quer dizer.

Foto da Star Wars Galaxy's Edge no Hollywood Studios, em um dia de muita lotação. Os visitantes estão ao redor da Millenium Falcon. Um dos erros mais comuns na viagem é não alinhar as expectativas quanto à lotação.
Alinhe as suas expectativas, tanto para viagens na alta quanto na baixa temporada!

Também falo muito isso aqui no blog, mas ainda tem muita gente que viaja sem entender a real lotação da época que você vai viajar– e este é um dos erros que vai afetar até o seu humor.

Se você vai viajar em uma época de baixa temporada, isso não significa parques vazios. Você ainda vai encontrar filas – algumas bem demoradinhas em atrações muito populares. Ainda assim, a diferença entre tempo de fila em alta e baixa temporada é gigantesca. Selecionar uma boa época da viagem ajuda muito, mas um dos erros mais comuns é esperar que isso vá fazer milagres e o parque vai ser só seu. Você não está viajando numa data secreta e outras pessoas também estarão por ali. 

Já pra quem viaja em alta temporada, o importante mesmo é não subestimar as filas, definir bem prioridades e se preparar para as lotações com as dicas que a gente já deu aqui.

Acho que mais do que as filas, o que te faz aproveitar menos é se sentir frustrado ou surpreendido pela situação do parque que você encontrou, então evite isso já entendendo que baixa temporada não é igual parque vazio e que alta temporada é lotado MESMO. Mas que sabendo o que esperar, dá pra aproveitar em qualquer situação. 🙂 

Tentar gabaritar Orlando

Orlando tem tanta coisa legal pra fazer, que quem gosta de planejar viagem como eu, já vai curtindo e se animando com as férias muito antes dela começar. O erro que os planejadores mais entusiasmados correm o risco de cair, é de serem tomados pelo medo de perder uma programação legal e tentar fazer coisas demais em pouco tempo.

Qualidade é sempre mais importante do que quantidade e eu acho que de nada adianta você ir em vários parques se não conseguir aproveitar de verdade nenhum deles. Você vai gastar mais dinheiro, mais tempo em transporte e aproveitar menos. Qual é a vantagem? Eu não vejo nenhuma.

Foto da montanha-russa Everest, no Animal Kingdom, rodeada de árvores, com uma fila longa de visitantes.
Aproveite BEM tudo aquilo que você escolher fazer sem tentar gabaritar!

Entenda o tempo que você precisa para conhecer cada parque ou programação que você deseja ir e evite exagerar na quantidade de atividades por dia. Tudo bem se não der tempo de fazer tudo – é sempre assim mesmo, é por isso que todo mundo ama ir pra Orlando várias vezes. O mais importante mesmo é você conseguir aproveitar de verdade aquilo que você definiu como prioridade pra conhecer nos seus dias em Orlando. O resto fica pra uma próxima! 🙂

Ir embora sem pensar na próxima viagem

O único jeito que eu conheço de matar a saudades de Orlando é pensando na próxima viagem, não tem jeito! Justamente por sempre ter que deixar de lado alguma coisa que você queria conhecer, a viagem sempre termina com gostinho de quero mais!

Eu lembro quando eu era pequena e a gente ia pra Disney, no último dia de viagem eu estava sempre aos prantos e perguntava pra minha mãe (aos prantos também): “mãe, a gente vai voltar aqui um dia, né?” e ela me respondia “Se Deus quiser, a gente vai voltar um dia sim!”. A gente não sabia quando isso ia acontecer, mas minha mãe estava sempre planejando a próxima viagem e eu lembro direitinho da alegria que eu sentia quando ela e meu pai me falavam que a gente ia pra Disney de novo!

Use essa vontade que ficou guardada e saudade dos parques como combustível para planejar a sua próxima viagem, mesmo que ela ainda não tenha data. Vá montando a sua listinha de desejos e quando a oportunidade de ir de novo surgir, você já estará com tudo pronto para tornar a viagem ainda mais única e inesquecível.

Espero que você consiga evitar todos esses erros na sua viagem e aproveite muito! Se eu tiver esquecido de algum erro que você acha importante, deixe o seu alerta aqui nos comentários também, tá? 🙂

Já conhece nossos outros sites?
Compre ingressos, hospedagem e cruzeiros com desconto no VPD Travel, a agência do VPD.
Veja as dicas de Nova York no VPD NY.
Vídeos toda semana no nosso canal do Youtube.
Siga a gente também no Instagram!