Parques

Disneyland Paris: guia geral para visitar

A Disneyland Paris é muito conhecida pelo seu antigo nome, Euro Disney, e apesar de já ter seus quase 30 anos de vida a versão européia dos parques criados por Walt Disney demorou muitos anos para poder decolar e cair no gosto popular.

Decisões erradas, negligências no gerenciamento e brigas societárias fizeram a Disney retomar total controle da operação europeia em 2004, quando o complexo passou a ser chamado oficialmente de Disneyland Paris. Mas só foi nos últimos anos que os parques começaram a entrar nos eixos, passaram a operar nos mesmos padrões de limpeza e criatividade, já tradicionais nas unidades americanas.

O hotel mais chique do complexo fica na entrada do Parc Disneyland

Visitamos algumas vezes a Disneyland Paris recentemente e criamos os roteiros de como aproveitar os parques do complexo, além do guia abaixo com todas as dicas para você incluir a Disney como parte da sua viagem à Europa.

Para ver a versão do Guia em Vídeo, é só dar play aqui embaixo 🙂

O complexo da Disneyland Paris

O complexo da Disney na França, chamado oficialmente de Disneyland Paris é composto por:

  • 2 parques temáticos
  • 7 hotéis próprios
  • um centro de compras e entretenimento, o Disney Village
  • um campo de golf, o Golf Disneyland

Os parques, chamados de Parc Disneyland e Walt Disney Studios, são muito diferentes entre si, mas se assemelham a outros parques existentes ao redor do mundo. Agora, se por um lado há muitas atrações parecidas, é inegável que existe ali um charme que só uma Disney européia poderia ter. O nível de detalhe dos cenários, atrações e decorações do parque é impressionante. Cada ângulo dos parques rende uma bela foto.

A Disney de Paris é linda e tem um charme muito especial!

A Disney de Paris é linda e tem um charme muito especial!

A Disneyland Paris fica a pouco mais de 30 km do centro de Paris e é muito fácil chegar até lá, independente de como você estiver planejando sua viagem pela França. Além disso, a Disney anunciou uma reforma massiva no Walt Disney Studios, em que novas atrações da Marvel, Star Wars e Frozen vão começar a aparecer por lá a partir de 2021.

Vale a pena ir?

Outro dia eu estava descendo no elevador do meu trabalho e uma colega me perguntou se valia a pena ir na Disneyland Paris. Pensei um pouco e minha resposta foi: sim, muito, mas se essa for uma parte da sua viagem e não o motivo principal de sua ida à França.

Diferente de Orlando, onde dentro do complexo Disney você encontra 6 parques, além dos 3 da Universal, Sea World e afins, a Disneyland Paris te oferece uma experiência muito mais curta, e menos profunda. Por isso eu acho que ela pode ser uma parte de uma viagem a Europa, um fim de semana talvez, mas não a viagem toda. Digo o mesmo sobre a Disneyland na Califórnia e também sobre a Disneyland Tokyo, que visitei há alguns anos, e ainda é a minha Disney preferida. 🙂

Transporte até Disneyland Paris

Como disse acima, é muito fácil ir para o complexo da Disney em Paris. Há 3 boas opções para você poder chegar até Marne-la-Vallée, a cidade onde fica a Disneyland Paris:

  1. Ônibus: na minha última viagem, fui direto do aeroporto Charles de Gaulle com o ônibus oficial do complexo, operado pela empresa Magical Shuttle (site oficial em português! Eba!). O trajeto dura quase 1 hora e o valor é mais salgado do que ir de trem/metrô, mas ainda bem acessível para os padrões europeus: paguei 23 euros. O valor é de 10 euros para crianças até 10 anos e bebês de até 2 anos não pagam.
    A Magic Shuttle oferece ônibus dos dois principais aeroportos de Paris, Charles de Gaulle e Orly, além de vários outros pontos de Paris. Os ônibus te deixam direto nos parques ou nos hotéis da Disney e afiliados que ficam em torno do complexo. Além disso, oferecem Wi-Fi e são bem confortáveis.

O Magical Shuttle leva os visitantes do aeroporto e de Paris até o complexo Disney

       2. Metrô/Trem: para quem vem do centro de Paris, de alguma outra estação de trem ou até mesmo dos aeroportos, o RER, trem metropolitano de Paris, pára na estação Marne-la-Vallée/Chessy, que fica bem na entrada do Disney Village. Pra quem não pretende ficar hospedado no complexo, ou ainda quer economizar no transporte (o valor do bilhete de ida é 7,90 euros) é uma excelente opção. Há ainda a opção o TGV (trem rápido), que é mais rápido mas também bem mais caro (entre 15 e 30 euros).

      3. Carro: se você está viajando pela França de carro, a viagem até a Disney também pode ser bem fácil, já que as estradas são ótimas e há abundância de estacionamentos, mas cuidado com os pedágios. Para entrar e sair da região metropolitana de Paris as tarifas podem ser caríssimas (na casa dos 15-20 euros), mas o lado bom é que se você se hospedar em alguns dos hotéis do complexo o estacionamento nos parques e hotéis são gratuitos. Se não, terá que desembolsar mais 30 euros por dia de estacionamento nos parques – e aqui não é como em Orlando, que pagou uma vez pelo dia e pronto. Se tiver que sair e voltar no mesmo dia, terá que pagar o estacionamento de novo.

      4. Táxi/Uber: há também a opção de usar táxi ou Uber para ir ou voltar da Disneyland para Paris. Já usei essa opção também e foi de longe a mais cara. Em um dia tranquilo, sem trânsito e fora do horário do rush, paguei a bagatela de 125 euros para ir de Uber entre a Disneyland e o centro de Paris. 

Quantos dias visitar a Disneyland Paris

Outra pergunta muito comum é quanto tempo passar na Disneyland Paris. Na minha opinião, o tempo ideal é entre 2 e 3 dias. Minha viagem mais proveitosa foi uma em que passei 2 dias sozinho por lá, no primeiro fiz o Walt Disney Studios, e quando terminei as principais atrações, dei uma chegadinha no Parc Disneyland. E no segundo dia fui para o Parc Disneyland, dando uma pausa no Walt Disney Studios no meio da tarde.

Walt Disney Studios é o segundo e mais recente parque do complexo

Os parques são pequenos e quem já visitou os parques dos EUA verá que muitas atrações são iguais, então com tranquilidade dá para passar 2 dias e curtir quase tudo por ali. Mas se você e seu grupo não querem perder nenhum cantinho da Disneyland Paris, 3 dias são suficientes: 1 dia inteiro para cada parque e 1 dividindo para os repetecos.

Qual a melhor época para visitar a Disneyland Paris

Curiosamente, a Disneyland Paris é a que mais sofre com a variação de temperatura ao longo do ano. Este é um dos poucos parques onde é possível ter neve, nas condições normais, já que o efeito estufa está deixando o clima cada ano mais imprevisível.

Por esse motivo, as melhores épocas para visitar a Disneyland Paris na minha opinião são as de meia-estação, Primavera e Outono no hemisfério norte, ou seja, entre Abril/Maio e Setembro/Outubro. As temperaturas são mais agradáveis e os parques menos lotados (veja bem, menos lotados e não vazios!).

O Hike e a Bia foram em Março e ainda estava bem frio

Minha última viagem foi no começo de Setembro e durante o dia fazia um sol agradável, e um moletom resolvia o frio do começo da manhã e final do dia.

Ingressos para a Disneyland Paris

Por ser um complexo menor do que o de Orlando, comprar ingressos para os parques da Disneyland Paris não é uma matemática muito complicada. Você basicamente tem duas opções: 1 dia de parques ou multi-dias (2, 3 ou 4) dias. Além disso, o ingresso de 1 dia tem o opcional Hopper, que como na prima americana de Orlando, permite visitar os 2 parques no mesmo dia. Resumindo:

Nos ingressos de 1 dia, o preço varia de acordo com:

  • o dia da visita, em que nos dias mais cheios, o ingresso fica mais caro
  • se você pretende visitar um ou os dois parques nesse dia.

Os preços de 1 dia variam de acordo com a época da visita, os de 2 dias ou mais não

O site da Disney facilita bastante a simulação dos valores, mas alguns exemplos de preços para 2019 são:

  • €49 por adulto, €49 por criança (1 dia / 1 parque / baixa temporada)
  • €69 por adulto, €69 por criança (1 dia / 2 parques / baixa temporada)
  • €79 por adulto,  €73 por criança (1 dia / 1 parque / alta temporada)
  • €99 adulto,  €93 por criança  (1 dia / 2 parques / alta temporada).

Já os ingressos de 2 ou mais dias não variam de preço com a data da visita, e os preços incluem sempre a visita nos dois parques, em todos os dias do seu ingresso. São eles:

  • 2 dias: €159 adulto / €145 criança de 3-11 anos
  • 3 dias: €201 adulto / €183 criança de 3-11 anos
  • 4 dias: €239 adulto / €218 criança de 3-11 anos

Todos os ingressos incluem o Fastpass gratuito, que deve ser retirado na entrada de cada atração participante, e explico mais sobre isso nos roteiros de cada parque. Recentemente, a Disney também introduziu em Paris uma versão paga de FastPass, para que você possa “cortar a fila” sem horário marcado. Há diversas opções que podem ser adquiridas no site ou lá mesmo no dia da visita.

Fastpass vintage na Disneyland Paris

Onde se hospedar

Como sempre, a escolha da hospedagem segue padrões muito pessoais de cada pessoa e família. Nós quase sempre curtimos ficar nos hotéis da Disney, não só pelos benefícios como Extra Magic Time, mas também pelo clima e ambientação que em geral eles trazem.

A Disney tem 7 hotéis oficiais e 8 hotéis parceiros, que ficam fora, mas coladinhos no complexo. São eles:

  • Disneyland Hotel
  • Disney’s Hotel New York (fechado até 2020 para a tematização de Marvel)
  • Disney’s Newport Bay Club 
  • Disney’s Sequoia Lodge 
  • Disney’s Hotel Cheyenne 
  • Disney’s Hotel Santa Fe 
  • Disney’s Davy Crockett Ranch (que é na verdade um camping)

Sequoia Lodge é o que eu escolhi para ficar na minha última visita

Há também os hotéis parceiros, que não são operados pela Disney e não trazem alguns dos benefícios exclusivos, mas costumam trazer um serviço excelente por um preço bem mais camarada. São eles:

  • Vienna House Dream Castle Hotel
  • Vienna House Magic Circus Hotel
  • Radisson Blu Hotel
  • Algonquin’s Explorers Hotel
  • Kyriad Hotel
  • Hôtel l’Elysée Val d’Europe
  • Adagio Marne-la-Vallée Val d’Europe
  • B&B Hotel

Somente os hotéis oficiais oferecem a Extra Magic Time, em que os parques abrem 1 hora antes para os hóspedes, além de pacotes de refeições, entrega das compras nos hotéis, e uso da chave do hotel para gastos dentro dos parques.

Pra falar a verdade, nossa experiência até hoje nos hotéis da Disney em Paris não foi tão legal como nos EUA. É claro que vamos entrar no detalhe quando fizermos a avaliação de cada hotel no futuro, mas em geral eles são mais antigos, quartos com poucos recursos, e os preços muito caros.

Por isso que para as próximas viagens, estamos planejando ficar nos hotéis parceiros, que são mais novos, reformados e muito mais baratos do que os oficiais da Disney. A Bia e o Hike já ficaram no Vienna House Magic Circus Hotel, que tinha diárias bem mais em conta que os operados pela Disney e acharam as instalações super justas, tinha inclusive transporte gratuito para os parques e Disney Village.

Quarto do Magic Circus que a Bia e o Hike ficaram.

Além da cama de casal, o Magic Circus tem esse beliche tematizado também.

Além da cama de casal, o Magic Circus tem esse beliche tematizado também.

Alimentação na Disneyland Paris

A alimentação não é exatamente o forte da Disneyland Paris, na minha opinião. Tem alguns restaurantes dentro dos parques que se destacam, mas eu diria que as melhores (e mais econômicas) opções ficam em Disney Village – o centrinho de compras e restaurantes de lá que, por sorte, fica colado aos dois parques e dá tranquilamente pra sair do parque e ir lá comer no meio do dia do parque.

Falando dos restaurantes da Disney, os destaques são:

  • Walt’s – An American Restaurant (Parc Disneyland): um restaurante super requintado, algo no estilo do California Grill de Orlando – mas que ainda não tivemos a chance de provar.
  • Agrabah Cafe (Parc Disneyland): um buffet de comida árabe em que você paga um preço fixo e come à vontade. Teve opiniões divididas aqui no VPD: eu não achei lá essas coisas, mas o Hike e a Bia adoraram.
  • Bistrot Chez Remy (Walt Disney Studios): restaurante francês todo decorado com a temática do filme Ratatouille. Reservas aqui.
  • Lucky Nugget Saloon (Parc Disneyland): a ambientação é muito bonita e impressiona. Tem um showzinho musical que acontece no palco central. As opções de comida não são muito variadas nem elaboradas, mas é uma opção boa, econômica e confortável porque é como o Be Our Guest no almoço: você chega, paga a comida na entrada e escolhe uma mesa pra sentar – depois eles trazem a comida até você.

Um pouquinho do Agrabah Cafe por dentro

Bônus: Em Disney Village tem o nosso amado Earl of Sandwich! Se nada der certo e quiser ir numa opção certeira (e barata), é só sair do parque e caminhar até lá, e depois voltar para curtir o dia no parque normalmente. Outras opções boas e baratas de fast food ali em Disney Village são nosso amado Five Guys, uma unidade da ótima rede italiana Vapiano e até StarbucksMc Donalds. Boas opções para quem não faz questão de algo tradicionalmente francês e quer economizar.

O bom e velho Earl está por lá também!

E já que estamos falando da influência americana, em Disney Village tem também uma unidade do popular Rainforest Café, e outra do Planet Hollywood. Os cardápios são super parecidos com os das unidades americanas, só o preço que é em euro 🙂

Pra quem quer imersão no clima dos EUA

Refeição com personagens na Disneyland Paris

As opções aqui não são tão variadas quanto na Disney World de Orlando, mas quem quer comer com personagens e ter uma experiência mais interativa tem algumas opções:

  • Plaza Gardens Restaurant (Parc Disneyland): antes do parque abrir, é servido um café da manhã no estilo americano com Mickey e amigos
  • Inventions (Disneyland Hotel): buffet de almoço e jantar com personagens. Eles não garantem uma lista de quem vai aparecer, mas já foi visto por lá Mickey, Pato Donald, Margarida, Pluto, Pateta, Rafiki, Bisonho,  Gepeto e Capitão Gancho.
  • Auberge de Cendrillon (Disneyland Parc):  serve comida francesa no almoço e jantar com princesas. Já foram vistas por lá Cinderella, Ariel, Bela, Branca de Neve, Jasmine, Suzy e Perla (as ratinhas de Cinderella).
  • Café Mickey (Disney Village): oferece um jantar de massas e pizza com os personagens clássicos

As reservas para refeições com personagens podem ser feitas pelo site em francês (o link de cada um está ali em cima) ou por telefone, ligando para esse número (da França) com opção de atendimento em inglês: +33 1 60 30 40 50.

Entretenimento na Disneyland Paris

Já falei ali em cima do Disney Village, que é o centrinho de compras, restaurantes e entretenimento do complexo de Paris. Além das opções de comida que já mencionei, eles tem outras opções de entretenimento:

  • Passeio de Balão: bem parecido com o balão de Disney Springs de Orlando, que só sobe e fica parado lá em cima pra ver a vista, e depois desce.

Alguém reconhece o balão de Disney Village? Parece muito com o antigo de Disney Springs, né?

  • Buffalo Bill’s Wild West Show With Mickey & Friends: uma refeição com show do Mickey, Minnie, Pateta, Tico e Teco. O tema aqui é o Velho Oeste – levemente parecido com a proposta do (finado) Mickey’s Backyard BBQ que tinha em Orlando, mas aqui você vai comendo na área da platéia enquanto assiste ao show na arena lá no meio.
  • Cinema: não sei se alguém vai ter tempo (e disposição) para ir ao cinema durante uma visita à Disneyland Paris, mas de qualquer forma tem um complexo de cinemas por lá também. Vale lembrar que a legenda dos filmes é em francês.

O show do Mickey fica ao lado do complexo de cinema

Cultura e Idioma

Falando de cultura, é muito comum ver generalizações por aí – especialmente de que franceses são mal educados ou se recusam a falar inglês. Estando no complexo Disney, todos os funcionários falam inglês fluentemente e em nenhum momento senti uma barreira linguística.

Para quem não fala inglês nem francês, uma ajuda de apps de tradução no celular sempre quebram um galho. Muitos franceses aprendem espanhol na escola e pode ser uma ajudinha extra na comunicação com o nosso português.

Sentimos uma certa diferença na disposição em ajudar dos funcionários ali, quando comparamos com Disney World de Orlando, mas nada que atrapalhou ou prejudicou de alguma forma a nossa experiência geral nos parques. Indo com as expectativas alinhadas, verá um serviço muito atencioso quando comparado com os padrões franceses – mas talvez inferior ao padrão dos Cast Members de Orlando.

Tendo clareza disso tudo antes da viagem vai te ajudar muito a aproveitar melhor a experiência geral sem se aborrecer com comparações culturais de X e Y 🙂

Dinheiro

Como estamos falando da Europa, a moeda local aqui é o Euro e não aceitam nenhum outro tipo de dinheiro: dólares, reais, pesos argentinos, nada.

A gente já deu aqui muitas dicas de como levar dinheiro para a viagem a Orlando que se aplicam também a qualquer viagem internacional. Basicamente: para comprar euros, a forma mais barata (com IOF menor) acaba sendo em espécie mesmo.

Cartões de crédito Visa e Master são aceitos por todo o complexo Disney – incluindo lojas e restaurantes do Disney Village. Já tive problemas com a aceitação de bandeira Amex na França e na Europa em geral, mas na Disney foi bem aceito também.

Telefone e Internet

Ponto importantíssimo de qualquer viagem, né? Sinto informar que, os parques de Paris ainda não oferecem Wi-Fi gratuito por todo o complexo.

Eles tem um projeto de ter Wi-Fi nos dois parques e em Disney Village até o final de 2019, mas tem hora que funciona e tem hora que não.  Você encontrará pontos de Wi-Fi estáveis nos hotéis e em alguns restaurantes de Disney Village: Mc Donalds, Starbucks e Earl of Sandwich (viu? mais um motivo pra visitar o Earl 🙂 )

Uma boa opção é comprar um chip internacional para usar internet e fazer ligações na viagem ao exterior, como a gente conta aqui nesse outro post.

A não ser que você tenha algum plano internacional da sua operadora brasileira, eu não recomendo usar o roaming do seu chip brasileiro porque as tarifas costumam custar uma bela fortuna!

Ah, o complexo tem seu aplicativo próprio Disneyland Paris, que é muito parecido com o My Disney Experience de Orlando. Mostra os mapas dos parques, tempo de espera das filas e encontros com personagens. Recomendo muito baixar para ter todas as informações de fácil acesso no seu bolso 🙂

Espero que as dicas ajudem no planejamento da sua viagem à filial francesa, e para ver os roteiros completos dos parques de Paris é só acessar aqui:

O Vai Pra Disney é um blog independente e não é um canal mantido pela The Walt Disney Company. As informações contidas nesses sites representam a opinião de seus autores, colaboradores e usuários. Walt Disney World Resort, nomes e logos são marcas registradas da The Walt Disney Company.