VPD Orlando - Vai Pra Disney
Parques

Ingressos para os parques de Orlando

Um dos tópicos mais populares do VPD são os ingressos para os parques. Sem dúvida, este é um dos itens mais caros de uma viagem para Orlando, além de causar muita confusão na cabeça de quem está fazendo o roteiro.

Não é por menos! Cada grupo de parque tem suas regras e formas de usar o ingresso e entender todas elas é essencial para evitar gastar a toa, montar sua programação sem erros e aproveitar bastante. Pra te ajudar com isso, vou reunir todas as informações que você precisa saber sobre os ingressos dos parques e que normalmente você encontra espalhadas pela internet. Ela está dividida em três partes:

  1. Conceitos importantes,
  2. Informações sobre cada parque
  3. Por fim, onde comprar os ingressos.

Espero que este texto te ajude a descobrir quais ingressos deve comprar para a sua viagem e quando é o melhor momento para fazer isso. Se você já sabe quais ingressos deseja comprar, clique aqui para ver os valores com desconto do VPD Travel que negociamos para os leitores.

Um dos parques que todo mundo quer ter ingressos para visitar: Magic Kingdom, da Disney! :)
Um dos parques que todo mundo quer visitar: Magic Kingdom, da Disney! 🙂

Entendendo os ingressos

Primeiramente, vamos explorar alguns conceitos importantes para que você consiga entender como funciona a venda de ingressos em Orlando:

Dias e não parques

Em Orlando os ingressos são vendidos em dias e não por entradas no parque. Esse é um conceito pouco intuitivo, pois os poucos parques que temos no Brasil costumam vender um ingresso para você entrar e boa. 

Lá em Orlando, como a maior parte das pessoas vai para viagens mais longas e não só passar um dia, os ingressos são vendidos em dias de parque. Isso significa que ao comprar um ingresso de 4 dias, você poderá ir a um parque por dia, durante quatro dias (que não precisam ser consecutivos). Parece confuso, mas depois você acostuma.

Cada complexo com o seu ingresso

Conforme explicamos nessa outra matéria, existem 3 grandes grupos de parques em Orlando: a Disney, a Universal e a SeaWorld – além de alguns outros menores. Cada um vende seus ingressos separadamente e você deve comprar os ingressos para cada grupo de parques individualmente.

E-ticket vs. ingresso físico antes de viajar

Você deve ver os ingressos da Disney sendo vendidos de duas formas, e vou explicar cada uma delas aqui. 

  • E-ticket: por questões de segurança, são poucas as agências e operadoras no Brasil que trabalham com os ingressos “físicos”, que são os cartões usados nas catracas dos parques. A maior parte dos ingressos vendidos por aqui são na realidade um e-ticket, que em alguns casos pode ser usados direto na catraca (seja imprimindo antes ou até mostrando no celular) e já em outros casos, precisa ser trocado pelo ingresso físico na entrada do parque. O processo de troca é bem rápido e pode ser feito de diferentes maneiras dependendo do parque, desde máquinas automatizadas ou em guichês dedicados à troca de vouchers, identificados por uma placa escrita “Will Call”. Em geral, caso você compre seu ingresso da Disney em cartão, para confirmar a autenticidade do voucher, o funcionário do parque pode pedir um documento com foto e o cartão de crédito que foi usado para a compra do ingresso (caso tenha usado um). Então fique atento a isso e faça a compra com o seu cartão ou de alguém que viajará com você. Se for realmente necessário usar o cartão de alguém que não irá viajar com você, garanta que ela te deixará levar o cartão na viagem para que retire os ingressos. Ou melhor ainda: opte por outra forma de pagamento como pix ou boleto, disponível em diversos canais de venda. Sobre o documento de identidade necessário, passaporte ou carteira de habilitação internacional funciona.
  • Ingressos físicos antes de viajar: não gosto nem recomendo a compra de ingressos físicos aqui no Brasil. Isso porque além da chance de desmagnetizar, se você perder o ingresso físico até chegar em Orlando, vai ser bem mais difícil e demorado conseguir um ingresso novo do que o processo por voucher. Se optar por essa forma de ingresso, faça o vínculo dos mesmos ao site da Disney assim que possível para pelo menos nesse caso, já ter algum registro dos seus ingressos na sua conta.
E-ticket da Disney

Os formatos dos ingressos

Os ingressos dos parques estão mais comumente disponíveis em cartões, seja um cartão rígido ou de papel mesmo; mas você vai ver os outros formatos também, especialmente na Disney.

Os ingressos da Disney podem ser usados em cartão, em uma MagicBand ou MagicBand+ (conforme contamos aqui e aqui) ou até incluí-lo na e-wallet do seu celular (como já explicamos aqui). Você pode até mesmo deixar os ingressos nos 3 formatos se quiser. 

Quem aí guarda o cartão de lembrancinha?

A partir do momento que você vincula os seus ingresso à sua conta no site da Disney, ele aparecerá nos diferentes acessórios que você tiver cadastrado na sua conta também. É parecido com o que acontece com a nossa conta do Netflix por exemplo: você pode acessar pelo celular, pela TV ou até pelo computador e todas as informações da sua conta estarão ali. No caso da Disney, as informações dos seus ingressos estarão no cartão (físico ou na e-wallet) ou na magicband que tiverem na sua conta também.

Já em outros complexos, às vezes é mais fácil. No caso do Sea World e da Universal, você pode comprar o ingresso online, imprimir e usar a entrada do parque direto. A Universal deixa até mostrar direto do celular. Outra opção é comprar um ingresso na bilheteria, e ganhar um cartão pra usar direto também. 

Individual e não transferível

Com tanta ameaça de pirataria, venda de ingressos usados e troca de tickets dentro de uma mesma família, os parques de Orlando são preparados para garantir que cada ingresso seja usado por uma única pessoa. Em geral, na sua primeira entrada, os parques registram a impressão digital de cada pessoa e a vinculam com o ingresso para que ele não seja usado por mais ninguém. Por isso, não é possível usar um ingresso de 2 dias dividindo-o entre 2 pessoas diferentes (uma em cada dia).

Validade

Cada grupo de parques tem a sua política de validade da qual falaremos mais à frente. Em muitos casos, é preciso escolher a data de começo de uso no momento da compra. Isso acontece com os ingressos Disney, Legoland e muitos da Universal. Ou seja, você compra o ingresso já com uma data específica para começar a usá-lo. 

A partir dessa data, você terá um período curto para utilizar todos os dias de ingresso. Por exemplo, comprando um ingresso de 2 dias da Disney, você precisa usar os dois dias de visita dentro de um intervalo de 4 dias, começando a contar da data que você escolheu no momento da compra para iniciar o uso. Note que você pode intercalar a visita aos parques com outras programações ou até mesmo não visitar nenhum parque no data que seu ingresso começou a valer (a data de início marcada no momento da compra), mas você precisa necessariamente terminar de usar os dias de ingresso dentro do prazo, pois depois disso eles expiram. 

Fique sempre atento a validade dos seus ingressos no momento da compra

Outros parques facilitam um pouco e permitem que você compre um ingresso sem data específica. Nesse caso, só precisa usá-lo dentro de sua validade mesmo. Por exemplo, os ingressos do Sea World são vendidos hoje e só precisam ser usados em até um um ano do momento da compra. 

O mais importante aqui é: sempre, sempre pergunte para quem está vendendo o seu ingresso se ele tem validade e qual é ela. Isso porque alguns pacotes promocionais podem estabelecer um prazo de validade para o uso e você não quer acabar comprando o ingresso errado. Além disso, cada tipo de ingresso pode ter uma validade diferente, mas isso eu explico melhor quando entrar mesmo nos ingressos de cada grupo de parque. 

Reserva dos parques

No caso dos ingressos da Disney, além de comprar o ingresso para uma data específica, também é preciso agendar a visita ao parque. Sem reservar a visita ao parque, você não consegue entrar, mesmo com o ingresso para o dia certo. O agendamento do chamado “Disney Park Pass” acontece pelo site da Disney mesmo e o passo a passo para fazer o seu já está todo explicado aqui.

A dica aqui é não bobear! Para muitas datas, é tranquilo conseguir a reserva de parque, mas para ouras pode ser mais complicado. As vagas são limitadas e podem acabar, e você não vai querer deixar de visitar um parque legal por conta disso. A dica é não deixar pra comprar os ingressos de última hora e já se programar pra fazer sua reserva assim que tiver os ingressos em mãos. 

Uma exceção: os ingressos de 1 dia Disney para um único parque da Disney não precisam de reserva. Como no momento da compra você escolhe a data e o parque que vai visitar, a reserva é feita automaticamente. Para todos os demais ingressos, a reserva é obrigatória.

Quais parques ir e quais ingressos comprar?

Essa é uma das perguntas mais pessoais que nos fazem. Não existe o “melhor” parque, mas sim o que é mais indicado para você e seu grupo. Preparamos um guia completo de como escolher os parques para a sua viagem, que você pode ver clicando aqui. Sabendo quais parques visitar e com as informações abaixo, você saberá identificar os melhores ingressos pra você.

Ingressos para Walt Disney World

Ingressos para a Walt Disney Word em Orlando, Florida

Parques temáticos: Magic Kingdom, Epcot, Hollywood Studios e Animal Kingdom.
Parques aquáticos: Typhoon Lagoon e Blizzard Beach.
Outros parques: Não
Ingresso físico: cartão ou Magic Band.
Troca de voucher/Will call: guichês próximos às bilheterias e os Guest Relations na entrada de todos os parques e Disney Springs. Há outras opções para quem não quiser trocar, que explico logo abaixo.
Opção com mais de um parque por dia: sim, chamada de “Hopper“
Opção com parques temáticos, aquáticos e outros: sim, o “Water Park and Sports” e o “Hopper Plus“
Validade: os ingressos tem data específica de início de uso determinada no momento da compra, e um curto período após isso para que todos os dias de parque sejam utilizados. 

A Disney vende 4 tipos principais de ingressos: 

  1. Básico
  2. Park Hopper
  3. Park Hopper Plus
  4. Water Park and Sports.

Ingresso Básico

Os ingressos básicos da Disney somente dão direito a visitar 1 parque por dia. Isso significa que se você usar o dia 1 no Magic Kingdom, poderá entrar e sair desse parque quantas vezes quiser no mesmo dia, mas não poderá entrar no Epcot até a abertura do parque no dia seguinte, mesmo que você tenha 2 dias de ingressos no seu cartão. Você não pode usar dois dias de ingresso em um único dia (lembre-se que são vendidos dias e não entradas). Por isso, no caso exemplificado você só poderia entrar no Epcot em um outro dia, o que claro, contabilizará o uso de um novo dia de ingresso.

disney ingresso antigo
Quando abriu, a Disney vendia ingressos diferentes, que davam acesso a um conjunto limitado de atrações. Se quisesse ir em outra, tinha que comprar outro ingresso. No maior estilo quermesse!

Adicional Park Hopper

Se você quiser visitar mais de um parque por dia, precisa de um ingresso com o adicional Hopper. Com o Hopper, você pode transitar entre os 4 parques temáticos da Disney, durante os dias da sua visita. Por exemplo, com um ingresso de 1 dia hopper, eu poderia ir no Magic Kingdom e no Epcot na mesma data, sem problemas. Vale ressaltar que você continua gastando dias e não entradas. Ou seja, se você comprar o ingresso de 2 dias hopper e no primeiro dia visitar o Epcot e o Magic Kingdom, ainda assim você terá gastado só 1 dos 2 dias do seu ingresso. Faz sentido?

Se quiser visitar mais de um parque por dia, é necessário o adicional Hopper

Outro ponto importante sobre o Hopper é que hoje a Disney só permite que você mude de parque depois das 14h. Ou seja, você escolhe e reserva só o primeiro parque que vai visitar no dia e depois das 14h, se o seu ingresso for hopper, poderá entrar nos outros parques temáticos da Disney sem qualquer reserva.

Vale a pena?

O adicional Hopper torna o seu ingresso mais caro, é só é justificado em alguns perfis de viagem. Se for sua primeira vez na Disney, eu não recomendo comprar o Hopper. Isso porque tem muita coisa para fazer em todos os parques, então vale mais a pena ficar pelo menos um dia inteiro em cada.

Já para outras pessoas que já foram algumas vezes para Orlando e preferem ir somente em algumas atrações em cada parque, o Hopper vale a pena, pois ele permite que esta pessoa divida seu dia entre mais de um parque e flexibilize a programação.

Em geral vale a pena visitar apenas um parque por dia, mas dependendo do perfil da sua visita o Hopper pode fazer sentido sim!

Além disso, o Hopper vale a pena se você for ficar muito tempo e acabar comprando um monte de dias nos parques. Nos últimos dias é possível que você queira apenas dar uma passadinha no Soarin’ (no Epcot) e terminar o dia assistindo os fogos do Magic Kingdom, por exemplo.

Por fim, ele pode ser útil também para aquelas pessoas que vão ter poucos dias na cidade e querem conhecer mais de um parque por dia. O Hopper pode ser uma boa opção para incluir mais parques em menos dias de programação. No entanto, lembre-se que quanto mais parques você inclui em um dia (em uma primeira viagem) menos você vai conhecer cada um. Hoje, por causa do blog, a gente tem um passe anual que já inclui o adicional hopper, mas quando eu viajava a turismo, quase sempre acabava não comprando o Hopper por achar que aproveitar um parque a fundo é sempre mais legal.

Adicional Park Hopper Plus

O Hopper Plus adiciona ao seu ingresso básico os benefícios do Hopper (que expliquei acima) e também te dá acesso aos parques aquáticos da Disney: o Typhoon Lagoon e o Blizzard Beach. Adicionalmente, ele te dá direito a entrar no ESPN Wide World of Sports e nos campos de mini golf (dentro de certas limitações especificadas nos detalhes do ingresso).  

Ele funciona assim: comprando o ingresso com o adicional Hopper Plus, você terá o mesmo número de dias do seu ingresso, transformados em visitas adicionais aos outros itens que citei aí em cima. Ficou confuso? Então eu explico!

O Hopper Plus dá acesso aos parques aquáticos

Por exemplo: suponha que eu comprei um ingresso básico de 4 dias para visitar os parques temáticos da Disney (Magic Kingdom, Epcot, Hollywood Studios e Animal Kingdom). Se eu adicionar a opção Hopper Plus, terei mais outras 4 visitas aos outros locais (Typhoon Lagoon, Blizzard Beach, ESPN Wide World of Sports e os campos de mini golf). Lembrando que ele é também um ingresso Hopper, ou seja, você pode ir em mais de um parque por dia.

Isto é, no final terei 4 dias parques temáticos e mais 4 visitas nas outras opções, Agora vem o pulo do gato: estas visitas às outras opções podem ser usadas nos mesmos dias dos parques temáticos ou não, o que fizer mais sentido na sua programação. Enquanto os ingressos dos parques temáticos são vendidos em dias, estas visitas adicionais do Hopper Plus funcionam diferente, bem mais parecido com o conceito de “entradas” mesmo. Se você optar por esse ingresso, vale você saber que:

  • Você pode por exemplo, visitar 2 parques aquáticos no mesmo dia. Nesse caso, você terá gastado duas das suas visitas no mesmo dia. 
  • Você pode visitar um parque temático e um aquático no mesmo dia. Ou ainda um parque temático e o mini-golf. Neste caso, você terá gasto 1 dia de parque e uma das suas visitas. 

Normalmente faz mais sentido usar cada visita em um dia distinto, para aproveitar mais cada item e otimizar o uso do seu ingresso. Assim,com um ingresso de 4 Dias Hopper Plus, você pode ter programação para 8 dias de viagem, sendo 4 parques temáticos e 4 visitas aos parques aquáticos ou outros itens incluídos neste adicional.

O mais importante mais uma vez é sempre ficar de olho na validade do ingresso, já que existe um prazo máximo para utilização de todos os dias de visita. Porém, o lado bom aqui é que o ingresso Hopper Plus te dá um dia a mais de validade no prazo de utilização dos dias de ingresso do que o ingresso Básico ou Hopper.

Ou seja, se eu comprar um ingresso de 1 dia Hopper Plus, vou ganhar 1 dia de visita aos aquáticos, mas como a validade desse ingresso vai ser de 2 dias, tenho que fazer os dois dias de visitas seguidos. Com o 2 dias Hopper Plus, tenho 5 dias para usar tudo, enquanto com o ingresso de 2 Dias Básico tenho só 4 dias para usar tudo. 

Water Park and Sports

O ingresso com o adicional Water Park and Sports serve pra quem quer incluir os parques aquáticos na programação mas não pretende visitar mais de um parque temático por dia. É uma opção mais simples e mais barata do que o Hopper Plus para quem tem interesse nos parques aquáticos. 

Com o Water Park and Sports você pode visitar um parque temático por dia, e ganha o mesmo número de dias em visitas adicionais aos parques aquáticos (Blizzard Beach e Typhoon Lagoon), ESPN Wide World of Sports e os campos de mini golf.  Ou seja, com um ingresso de 1 dia de parque temático, você ganha 1 visita. Já com o ingresso de 2 dias, você ganha 2 visitas, e assim por diante.

Para os parques aquáticos é necessário o ingresso Hopper Plus.
Para os parques aquáticos é preciso pagar a mais.

Ou seja, ele é basicamente um Hopper Plus só que sem o opcional do Hopper, o que deixa ele um pouco mais barato. Esse sim pode ser uma boa opção pra quem não faz questão de Hopper mas quer ir nos aquáticos. Outra vantagem é que, assim como o Hopper Plus, ele também oferece um dia a mais de validade para uso do ingresso quando comparado com o ingresso Básico ou Hopper.

Aqui, acho que vale também lembrar que a Disney vende também um ingresso avulso dos parques aquáticos. Minha recomendação é sempre verificar o que vai valer mais a pena pra você: incluir um adicional que te dê acesso aos parques aquáticos ou comprar o ingresso avulso para visitá-los. Dependendo dos seus planos e da quantidade de dias, a melhor opção pode ser diferente.

Validade dos ingressos da Disney

Os dias de entradas comprados tem um prazo máximo para serem utilizados, contados a partir do primeiro dia de uso. Esse prazo varia justamente de acordo com a quantidade de dias de parque que você comprar. Ou seja, quanto mais dias, mais tempo pra utilizar você tem.

Veja abaixo:

Quantidade de DiasValidade do Ingresso Básico e HopperValidade do ingresso Hopper Plus e Water Parks and Sports
2 dias4 dias5 dias
3 dias5 dias6 dias
4 dias7 dias8 dias
5 dias8 dias9 dias
6 dias9 dias10 dias
7 dias10 dias11 dias
8 dias12 dias13 dias
9 dias13 dias14 dias
10 dias14 dias15 dias

Além disso, quem comprar um pacote com a Disney de hospedagem nos hotéis da Disney + ingressos ao mesmo tempo, terá a validade dos ingressos com a mesma duração da estadia, SE ela for maior do que a validade padrão da lista aqui de cima. Se for menor, daí continua valendo a normal mesmo.

Por exemplo: se você começar a usar um ingresso de 4 dias no dia 1 de fevereiro, terá que usar seus 4 dias de visita aos parques até o dia 7 de fevereiro. Mas se o ingresso for do tipo Hopper Plus, ganha um dia a mais e pode usar até 8 de fevereiro.

No exemplo acima, se for hóspede do hotel da Disney de 1 de fevereiro até 10 de fevereiro, daí a validade é igual à estadia, com os ingressos expirando em 10 de fevereiro.

Porém, o requisito pra ter esse benefício é comprar ingressos e hospedagem diretamente com a Disney. Mas isso é algo que nem sempre vai valer a pena financeiramente, já que outros canais de venda oferecem valores e condições mais vantajosas.

Então vale botar na ponta do lápis e ver se de repente não compensa adicionar mais dias de ingresso em outro canal de venda mesmo, para ter mais validade. Sempre avalie as alternativas para saber o que faz mais sentido para a sua programação e seu orçamento.

Upgrades e modificações dos ingressos da Disney

A Disney também permite modificações e upgrade dos ingressos. Você pode alterar a data, o tipo de ingresso e a quantidade de dias pelo próprio site da Disney antes da sua visita. Ou seja, se você comprou um ingresso de 4 dias e quiser repetir mais um parque em um dia adicional, poderá comprar o quinto dia ao ingresso pagando apenas diferença de um ingresso de 4 para 5 dias. O mesmo pode ser feito para incluir adicionais de ingresso, como o Hopper. 

Depois de começar a usar os ingressos, mudanças ainda podem ser feitas através do Guest Relations dos parques, mas atenção: os upgrades só podem ser feitos antes do uso do último dia de parque. Isso significa que depois que você entrou no parque no último dia do seu ingresso, os upgrades não podem mais ser feitos. Então se estiver considerando essa opção, a faça no dia anterior ao último dia de ingresso, nas bilheterias dos parques ou nos balcões do Guest Relations.

Há Guest Relations em todos os parques

Minha recomendação é fazer o quanto antes, tanto para usar mais os adicionais que você venha a incluir no seu ingresso como para já marcar a visita ao parque, caso queira incluir dias adicionais.

Ainda assim, este tipo de modificação só vale ser feita se for uma decisão de momento lá no parque. Há várias formas de comprar os ingressos com tudo que você precisa mais barato antecipadamente. Na hora, qualquer modificação estará sujeita ao preço de bilheteria da Disney. 

Ufa! Entendendo os ingressos Disney, eu prometo que agora o resto fica beeeem mais fácil.

Ingressos para Universal Orlando

Ingressos para os parques do complexo Universal Orlando, na Flórida

Parques temáticos: Islands of Adventure e Universal Studios.
Parques aquáticos: sim, o Volcano Bay
Outros parques: não por enquanto. Em 2025 vai chegar o esperadíssimo Epic Universe, com uma área dedicada à Nintendo.
Ingresso físico: cartão ou ingresso impresso no site com código de barras.
Troca de voucher/Will call: normalmente basta imprimir o ingresso e ir direto para a entrada do parque ou apresentá-lo direto no celular, mas sempre cheque com o seu canal de compras.
Opção com mais de um parque por dia: sim, chamada de “Park-to-Park”.
Opção com parques temáticos e aquáticos: sim, com o Volcano Bay
Validade: os ingressos tem data específica para o uso, e validade que varia de acordo com o tipo de ingresso. Eles oferecem também o ingresso Estático, que é mais caro mas não tem data marcada para o uso, e o Explorer, sem data marcada e com 14 dias corridos de uso ilimitado.

Assim como no caso da Disney, a Universal vende ingressos por dias. Nesse complexo você encontra ingressos de 1 parque por dia (chamado de Single Park) e ingressos de 2 parques por dia (Park-to-Park). Além disso tem a opção de incluir ou não o parque aquático Volcano Bay nos ingressos. Resumindo, os ingressos são definidos por 3 variáveis:

  • quantidade de dias
  • Se pode visitar mais de um parque por dia ou não (ou seja, se é park to park ou single park ticket)
  • quantidade de parques (ingressos para 3 parques inclui o Volcano Bay e ingresso de 2 parques não) 

Conforme comentei nos roteiros do Universal Studios e do Islands of Adventure, dependendo da época e das atrações visitadas, antigamente era possível fazer os dois parques em um dia só. No entanto, já há uns bons anos, essa dinâmica tem sido cada vez mais difícil e por um ótimo motivo: tem muita coisa legal nos parques da Universal!

A Universal tem MUITA coisa legal pra conhecer e vale ter um dia para cada parque

Os ingressos da Universal também tem data marcada para uso, assim como os da Disney. A validade para uso dos ingressos múltiplos (2 ou mais dias de visitas) são:

  • 2 dias de ingresso: 5 dias corridos para fazer as 2 visitas
  • 3 dias de ingresso: 6 dias corridos para fazer as 3 visitas

Há duas exceções aos ingressos com data marcada:

  • o ingresso Estático“, que pode começar a ser usado em qualquer data, desde que dentro do período de 1 ano a partir da data da emissão. Uma vez iniciado o uso, as validades serão as mesmas dos ingressos com data marcada;
  • O ingresso promocionalExplorer“, que vale por 14 dias consecutivos e pode incluir ou não o Volcano Bay. Muitas vezes, não há nem custo adicional para incluir o Volcano Bay, então sempre vale dar uma olhada na hora de fazer a sua escolha. Apesar de não ter uma data marcada para início do uso, estes ingressos são vendidos de acordo com o ano em que serão utilizados. Exemplificando: caso vá viajar em 2023, você precisa adquirir o ingresso Explorer 2023, se for viajar em 2024, deverá comprar o Explorer 2024 e assim por diante. Se o ingresso não for usado até o fim do ano para o qual foi emitido, ele expira.

Além disso, de vez em quando eles fazem promoções específicas que podem ter validades distintas. 

Outro ponto super importante: é nos parques do complexo Universal que ficam as duas áreas dedicadas aos livros/filmes do Harry Potter. No Islands of Adventure, essa área inclui a escola de bruxaria Hogwarts e a vila Hogsmeade. Já na Universal Studios, a área representa o Beco Diagonal, onde ficam as lojas em que os personagens do livro fazem compras e o banco Gringotes.

O famoso Expresso de Hogwarts!
O famoso Expresso de Hogwarts!

Existe um trem, o Expresso Hogwarts, que liga as duas áreas dos parques (como nos livros). Já que pegar o trem implica na passagem de um parque para o outro, só os portadores do ingresso do tipo “Park-to-Park”, ou “Explorer” podem fazer isso. Os ingressos disponíveis no site em português da Universal são também do tipo “Park-to-Park”, assim como todos os ingressos vendidos no VPD Travel.

IMPORTANTE:

  • Quem tem o “Park-to-Park” pode ir e voltar no trem do Harry Potter quantas vezes quiser durante o dia ou cruzar de um parque para o outro a pé (também é bem pertinho).
  • Na compra de ingresso de 2 dias ou mais, os preços na bilheteria são $20 mais caros do que se comprar antecipadamente pela internet. Comprando em sites parceiros, sua economia pode ser ainda maior.
  • Os ingressos de 14 dias são uma promoção disponível exclusivamente na América Latina e por isso, não é encontrada na bilheteria do parque. 
O castelo da Cinderella está longe de ser o único importante em Orlando. Hogwarts, na Universal, também já é um clássico!

Ingressos para SeaWorld Parks

Ingressos para os parques do complexo SeaWorld Parks, na Flórida

Parques temáticos: SeaWorld (Orlando) e Busch Gardens (Tampa).
Parques aquáticos: Discovery Cove (Orlando), Aquatica (Orlando) e Adventure Island (Tampa).
Outros parques: não.
Ingresso físico: cartão ou ingresso impresso no site com código de barras.
Troca de voucher/Will call: não é necessário realizar trocas. Basta imprimir o ingresso e ir direto para a entrada.
Opção com mais de um parque por dia: apenas o ingresso de 14 dias de visitas ilimitadas aos parques.
Opção com parques temáticos e aquáticos: sim.

Apesar de ficarem em cidades separadas (o SeaWorld fica em Orlando, e o Busch Gardens em Tampa) ambos fazem parte do mesmo complexo, juntamente com os parques aquáticos Discovery Cove, Aquatica e Adventure Island (um parque menorzinho deles em Tampa). 

Os ingressos para todos estes parques podem ser comprados em conjunto. Vou explicar primeiro como funciona para quem não quer visitar o Discovery Cove, que acaba sendo a maioria das pessoas.

As opções disponíveis podem variar, mas são sempre bem intuitivas. As mais comuns são: 

  • 1 dia para um parque (por exemplo, 1 dia SeaWorld ou 1 dia Busch Garden)
  • 2 dias de visita à sua escolha: que te permite visitar 1 parque por dia, durante dois dias. Aqui as opções de parque são os 3 principais do grupo: SeaWorld, Busch Gardens e Aquatica.
  • 3 dias de visita à sua escolha: que te permite visitar 1 parque por dia, durante três dias. Aqui as opções de parque são os 3 principais do grupo: SeaWorld, Busch Gardens e Aquatica.
  • 14 dias de visitas ilimitadas: permite entrar ilimitadamente nos parques Sea World, Busch Gardens, Aquatica e Adventure Island (que ninguém nem lembra) durante todo o período, e inclui também o estacionamento grátis em um dos parques por dia. 

É importante notar que às vezes aparece no site deles alguma promoção, mas recomendo sempre comparar os preços e opções. Por exemplo, neste momento vale mais comprar o ingresso de 14 dias do que a promoção existente para 4 dias no site, mesmo que seu objetivo seja realmente só visitar os parques 4 dias. Pesquise para garantir que está pagando o mínimo para ter o que você de fato precisa. 

Já pra quem quer ir ao Discovery Cove, é importante saber que ele tem um esquema diferente de ingressos: a reserva do parque é no estilo hotel. Isso acontece porque o número de pessoas que o parque comporta por dia é limitado – por causa da segurança dos animais.

Além disso, comprando um ingresso para o Discovery Cove, você pode optar por um combo que já inclui o ingresso para os outros parques por uma adição pequena: dá pra incluir SeaWorld e Aquatica ou SeaWorld, Aquatica e Busch Gardens. Ou seja, se você tiver planos de ir ao Discovery Cove, não faz sentido comprar ingresso separadamente para os demais parques do Grupo SeaWorld. Vale mais a pena incluir no pacote do Discovery Cove que fica muito mais barato. 

Outro ponto importante é que os ingressos que incluem a experiência de nadar com os golfinhos têm um valor diferente do valor padrão cobrado pra quem não quer nadar com eles. Apenas crianças com 6 anos ou mais podem nadar com os golfinhos. Além disso, crianças até 12 anos precisam estar acompanhadas de adultos para esta experiência. Também é importante lembrar que aqui, diferente de outros parques, você precisa avisar de crianças não pagantes (com 2 anos ou menos) porque elas não pagam, mas precisam ser incluídas na reserva. Clique aqui para saber tudo sobre uma visita ao Discovery Cove.

Resumindo então, as variações nos ingressos do Discovery Cove são:

  • Se você vai incluir a interação com golfinho ou não
  • Se você vai incluir parques no combo, seja  2 parques (Sea World e Aquatica) ou 3 parques (SeaWorld, Aquatica e Busch Gardens) 

Ingressos Legoland

Ingressos para o parque LegoLand

Parques temáticos: Legoland e Peppa Pig.
Parques aquáticos: Legoland Water Park.
Outros parques: não.
Ingresso físico: cartão ou ingresso impresso no site com código de barras.
Troca de voucher/Will call: não é necessário realizar trocas. 
Opção com mais de um parque por dia: sim.
Opção com parques temáticos e aquáticos: sim.
Opção com parques de outros grupos: não.

A Legoland é um parque todo voltado pra crianças menores

O Legoland é um parque muito voltado para as crianças e fica no caminho de Tampa, a 45 minutos de Orlando. Anexo ao parque temático, existe um pequeno parque aquático que pode ser bem interessante para incluir no roteiro caso você vá no verão e tenha muitos dias de viagem. Além disso, ali no complexo, fica também o parque da Peppa Pig, que é bem pequeno (do tamanho de uma land de um parque maior) e bem voltado para crianças pequenas também. Dá pra visitar junto com a Legoland, mas não dá pra fazer os 2 parques temáticos + o aquático no mesmo dia. 

As opções de ingressos vendidos já dão a dica do que é viável ou não fazer: não existe um ingresso para visitar os 3 parques no mesmo dia. As opções multi-parques para 1 dia de visita são Legoland+Legoland Water Park ou Legoland+Peppa Pig, nunca os três juntos.

O parque da Peppa faz parte da Legoland

Já o ingresso para mais dias inclui sim um combo dos 3 parques, mas também não permite a visita no parque da Peppa e do Legoland Water Park no mesmo dia.

A dica é a compra de ingressos antecipadamente porque na bilheteria é mais caro do que em sites parceiros e até no site da própria Legoland. O único ponto é que você precisa marcar a visita já no momento da compra. Para remarcações, verifique a política do seu canal de vendas. Lá no VPD Travel a gente consegue remarcar desde que a solicitação seja feita antes da data agendada originalmente.

Ingressos Kennedy Space Center

Foto do logo do Kennedy Space Center - parque da NASA em Cabo Canaveral, na Flórida

Parques temáticos: Kennedy Space Center.
Parques aquáticos: não.
Outros parques: não.
Ingresso físico: Ingresso impresso no site com código de barras.
Troca de voucher/Will call: guichês próximos às bilheterias.
Opção com mais de um parque por dia: sim.
Opção com parques temáticos e aquáticos: não.
Opção com parques de outros grupos: não.

Kennedy Space Center

O Kennedy Space Center é muitas vezes conhecido como ‘parque da NASA’ ou ainda como Cabo Canaveral, que é a cidade onde está baseado, a aproximadamente 1 hora de Orlando. Este parque oferece ingressos de 1 e 2 dias, além de algumas opções de experiências adicionais, como um bate papo com um Astronauta, visitas guiadas com o Explorer Tour e o Launch Control Tour.

Onde comprar os ingressos?

Bilheteria

Apesar da praticidade de chegar no parque e comprar os ingressos que você irá usar, os preços praticados pelas bilheterias são os mais caros. Além disso, se você for usar o cartão de crédito para comprar, tem que pensar que terá o acréscimo do IOF (6,38%) cobrado pelo governo brasileiro, a não ser que você use uma conta digital internacional.

O principal ponto negativo de comprar lá na hora é não poder marcar o Disney Park Pass com antecedência, já que sem um ingresso válido na sua conta do My Disney Experience não é possível fazer o agendamento. Dependendo da época da sua viagem, as “vagas” do Park Pass podem se esgotar.

Resumo da história: só recomendo a compra do ingresso na bilheteria em três casos:

  1. Caso você vá decidir se irá em um parque ou não dependendo do clima que estiver na cidade (recomendado para os aquáticos).
  2. Se você só pode pagar em espécie por qualquer motivo.

Site dos parques

Nesse caso a compra também se dá por cartão de crédito, o que vai acarretar na cobrança de IOF (6,38% a mais) se você não utilizar uma conta digital internacional. Apesar disso, esta opção ainda pode valer a pena, pois através dos sites dos parques você poderá encontrar boas ofertas e descontos. Isso principalmente nos parques do complexo Universal, SeaWorld e Legoland, como comentei acima.

VPD Travel

Já há alguns anos, temos parceria com uma operadora de turismo para oferecer ingressos mais baratos para os brasileiros. Muitos dos valores dos nossos ingressos acabam sendo mais baratos do que os praticados pelos sites dos parques e outras agências de turismo. Comprando com a gente, você poderá:

  • Pagar no Brasil, em reais
  • Sem a cobrança de IOF no cartão (aquele de 6,38%).
  • Pagamento na transferência bancária, Pix, cartão de crédito ou transferência da sua conta digital internacional.
  • Parcelamento em até 10x.

Oferecemos a opção de e-Ticket, em que os ingressos podem ser impressos na sua casa e usados diretamente no parque. Se quiser saber mais informações sobre a compra com a gente e preços, clique aqui.

Nosso site de vendas de ingressos é o VPD Travel.
Nosso site de vendas é o VPD Travel!

Agências de turismo

A vantagem de comprar com uma agência de turismo no Brasil é também a opção de pagar em reais, além de parcelar. Isso pode ser uma ótima opção considerando o alto preço dos ingressos. No entanto, os preços quase sempre são mais caros do que os encontrados nas bilheterias em Orlando e nos sites dos parques.

Sites de representantes e empresas em Orlando

Assim que descer do avião em Orlando, você já vai ser bombardeado por propagandas de locais que vendem ingressos para os parques. Em qualquer canto da cidade você vai conseguir comprar ingressos. Eu tive boas experiências comprando nos balcões de concierge dos hotéis que já fiquei: bons preços e a facilidade de ir pro parque com o ingresso em mãos. Mas o mais importante é tomar cuidado com métodos de compra não oficiais, pois você nunca vai ter certeza de que a empresa é idônea e está te vendendo ingressos oficiais.

Comprando com empresas terceiras que prometem promoções absurdas, você corre sim um risco de fraude, recebendo ingressos falsificados ou ainda, ingressos usados por outras pessoas, que podem te causar problema na hora de entrar nos parques. É por isso que devemos prestar atenção: quando o esmola é demais, o santo desconfia e pode ser um golpe

Espero que estas informações te ajudem a entender os ingressos e comprar os melhores para a sua viagem! Tentei colocar todas as informações aqui, mas qualquer dúvida adicional além do que está no post, nos avise nos comentários.