Parques

Mudanças nos ingressos da Disney: tudo o que você precisa saber

Há alguns dias a gente contou aqui sobre as mudanças que a Disney anunciou para os seus ingressos e isso gerou uma série de dúvidas, além do alvoroço que já era esperado.

Para quem está por fora, o que aconteceu foi o seguinte:confirmando suspeitas antigas, a Disney decidiu que a partir de meados de outubro, os preços de seus ingressos vão variar de acordo com a data da visita e terão uma validade menor a partir do primeiro uso.

Desde que essa mudança foi anunciada eu venho recebendo diversas mensagens em todos os meios de comunicação de gente me perguntando o que deve fazer agora. O que fazer se vou viajar ainda esse ano? O que fazer se só vou viajar ano que vem? E em 2020?

Tão bonitinho, mas tão cheio de regras esse ingresso, né?

Tão bonitinho, mas tão cheio de regras esse ingresso, né?

Então hoje resolvi explicar melhor as implicações dessas mudanças e o que eu julgo ser a melhor estratégia para a aquisição dos seus ingressos em cada caso.

Importante: se tudo o que você quer saber é até quando comprar os ingressos no modelo antigo (e melhor), a Disney vai alterar o seu site no dia 16 mas a gente vai vender os ingressos no VPD Travel até o dia 24 de outubro.

O que vai mudar nos ingressos da Disney?

Vamos falar honestamente, sem cerimônias por aqui, ok? A verdade é que a Disney tornou seu ingresso pior em alguns aspectos (e muito provavelmente mais caro) e está tentando vender isso como uma maravilha para ajudar o planejamento personalizado da sua viagem. Eu amo a Disney e todo mundo sabe disso, mas essa foi a maior balela já dita desde que eles falaram que o fim do Wishes não foi pra fazer um show mais barato (mais projeções, menos fogos, mas isso é outro assunto)

Eu digo que os ingressos se tornarão piores pelos seguintes motivos:

1.) Eles se tornarão menos flexíveis

Hoje de 2 dias ou mais são válidos para visitas qualquer dia que você escolha visitar os parques até dezembro/2019 (e ficam válidos por 14 dias a contar do primeiro uso).  Com essa mudança, você terá que comprar os ingressos para começar a usar em uma data pré determinada. Ou seja, não vai dar pra comprar os ingressos antes de definir sua programação dia a dia da viagem e se você quiser trocar a data depois, terá que fazer essa alteração junto à Disney (possivelmente tendo que pagar um adicional dependendo da data da visita).

2.) Eles ficarão mais complicados

Hoje, os ingressos de 2 dias ou mais tem um preço único, independente da data da visita. Com essa mudança, outra consequência é que cada data vai ter um preço diferente (e eu pessoalmente creio que todos os preços serão mais caros que os vigentes agora). Se muita gente já achava complicado comprar os ingressos da Disney antes, agora é hora de sentar, respirar fundo, e ter bastante paciência para entender as novas regras (que apesar de não serem exatamente difíceis, trazem milhares de detalhes e pequenas complicações).

Além de mais complicados, eles provavelmente ficarão mais caros.

Além de mais complicados, eles provavelmente ficarão mais caros.

3.)Eles terão validade menor

Essa é a parte mais desnecessária e que mais me incomodou das mudanças. Além de complicar e provavelmente encarecer os ingressos, a Disney ainda diminui a validade dos mesmos. Atualmente os ingressos ficam válidos por 14 dias a contar do primeiro uso, o que nos permite alternar tranquilamente dias de parques com dias de compras ou de parques for a da Disney quando se tem tempo para isso. Com as novas regras, a validade será bem menor e vai variar de acordo com a quantidade de dias de parques adquiridos.  

Como a maioria das pessoas viaja pensando em passar pelo algo próximo de 10 dias em Orlando, o espaçamento entre as visitas aos parques que a validade atual de 14 dias permite, é excelente e te permite aproveitar todos eles de uma maneira melhor, sem desgaste. Ter que fazer muitos parques seguidos significa que em alguns você já estará bem cansado e a sua falta de disposição pode atrapalhar o seu passeio, o seu aproveitamento e vamos ser sinceros? Até seu bom humor.

Se você tem uma viagem de 7 dias ou menos, talvez este não seja o fator mais relevante mas se você for passar mais tempo em Orlando, esses dias a mais de validade dos ingressos farão muita falta.

Há ainda a vantagem para quem vai se hospedar na Disney de ter o ingresso válido durante o período da hospedagem, mas nem as regras para esses casos estão claras ainda. A gente já contou todos os detalhes já confirmados pela Disney sobre o novo sistema aqui.

O que a gente não faz por esse castelo, né? E no fim, sempre vale a pena! <3

O que a gente não faz por esse castelo, né? E no fim, sempre vale a pena! <3

Por que a Disney está fazendo isso?

A idéia por trás dessa mudança é conseguir prever a demanda e influencia-la ao mesmo tempo, oferecendo mais estímulo (preço mais baixo) para as pessoas viajarem em épocas menos cheias e desencorajá-las (com preços mais altos) a viajarem nas épocas que a Disney já prevê uma lotação grande.

Até aí eu concordo com a idéia da Disney, acho que faz todo sentido tentar influenciar as multidões para conseguir uma lotação menos variável ao longo do ano, ainda mais com o fenômeno de Star Wars que eles estão esperando no fim de 2019.

A minha implicância (para dizer o mínimo) com essa novidade é que ela vem acompanhada da redução da validade e de um provável aumento dos preços. Fora que eu acho que o discurso de que isso é uma ótima novidade insulta um pouco a nossa inteligência, vocês não acham? Queria muito saber aí nos comentários se estou sendo amarga ou se vocês concordam comigo! hehehe

Qual e melhor estratégia para comprar os ingressos?

A melhor estratégia vai variar de acordo com a data da sua viagem e em partes, de sua crença com relação ao preço futuro dos ingressos, mas para a maioria dos casos, ainda temos boas notícias.

Se você pretende visitar a Disney até dezembro de 2019, você ainda tem a chance de comprar os ingressos com o formato antigo, não só para economizar dinheiro, mas principalmente para ter toda a flexibilidade de poder visitar os parques na data que você quiser, e poder espaçar suas visitas em uma validade maior (de 14 dias corridos a contar da primeira visita).

A Disney vai vender os ingressos nos moldes antigos até 15 de outubro, mas a gente vai continuar vendendo eles no VPD Travel até 24 de outubro, com os mesmos descontos e condições que sempre oferecemos. Depois disso, infelizmente vamos ter que nos adaptar ao novo sistema.

Ou seja, se você acredita que existe alguma chance da Disney diminuir os preços na época da sua viagem, você pode até mesmo verificar os valores no sistema novo a partir de 16 de outubro e ainda ter a chance de comprar seu ingresso nos moldes antigos com a gente (através do VPD Travel) ou com algum outro canal de vendas da sua preferência que também vá segurar os preços (não somos os únicos).

Sempre vale lembrar que a Magicband não vem de presente quando você compra o ingresso, hein?

Sempre vale lembrar que a Magicband não vem de presente quando você compra o ingresso, hein?

Minha recomendação

A gente ainda não tem todas as informações, mas honestamente, acho que para a maioria das pessoas, vai valer bem mais a pena comprar o ingresso antes da mudança. Mesmo que a Disney reduza os preços (o que eu acho pouco provável), ainda vão limitar a validade dos ingressos e as datas que eles poderão ser usados. Muito difícil isso valer a pena até porque qualquer redução hipotética de preço (de novo: pouquíssimo provável) deve ser bem pequena, e dificilmente valeria os malefícios que o novo ingresso traz.

Se ainda assim você quiser pagar pra ver, ainda pode fazer isso entre 16 e 24 de outubro, quando você vai ter a escolha entre comprar no sistema novo (com a Disney) ou no sistema antigo (com a gente ou outros canais de venda).

Para quem viaja só em 2020, realmente não vai dar pra comprar os ingressos com o preço antigo, então vamos tentar ver o lado bom: você vai ter tempo para ver a dinâmica do novo sistema na prática para, dentro das novas limitações que ele oferece, e traçar uma programação bem legal para sua viagem. Eu me comprometo a te ajudar nessa adaptação e trazer dicas da nossa experiência na prática ao longo de 2019, para te ajudar nessa definição, tá? 😛

Quanto ao aumento de preço, ele na verdade já era esperado para quem viaja de 2020 em diante, já que a Disney aumenta os preços todo ano. O ponto é que eles já tinham feito um aumento em 2018 então se o NOVO aumento de preços for confirmado com a mudança de sistema, espero que eles segurem a onda no começo de 2019. Tudo tem limite, né?

De qualquer forma, se você não vai ter a flexibilidade dos ingressos, você tem outro recurso importante: tempo! Tempo para planejar, para economizar, para pensar bem o seu planejamento, para conseguir as reservas que você quer – e acredite, ter tempo faz muita diferença! Tenho certeza que você também vai aproveitar muito a sua viagem, que está sendo planejada com tanta antecedência e cuidado.

Enfim, a mudança não é das melhores e a gente realmente sentiu necessidade de ter essa conversinha transparente com vocês para garantir que todo mundo esteja munido de todas as informações para fazer a melhor escolha para seu grupo, com relação aos ingressos. Isso dito, para quem já aprendeu sobre My Disney Experience, Fastpass+, melhor estratégia de parques, e tudo o mais, não é uma mudança nos ingressos que vai estragar sua viagem, né? Sabemos que não. A notícia não é maravilhosa mas está longe de ser um fim de mundo. O importante agora é entender suas opções para tomar sua decisão. Espero que de alguma forma esse post te ajude a fazer isso. 😉 

O Vai Pra Disney é um blog independente e não é um canal mantido pela The Walt Disney Company. As informações contidas nesses sites representam a opinião de seus autores, colaboradores e usuários. Walt Disney World Resort, nomes e logos são marcas registradas da The Walt Disney Company.