VPD Orlando - Vai Pra Disney
Preparativos da viagem

Reabertura dos parques: o que esperar no futuro

A Disney recentemente anunciou que permanecerá fechada por tempo indefinido e é bem provável que outros parques façam o mesmo. Até aí, nenhuma surpresa, né? Como absolutamente tudo sobre o nosso futuro, a reabertura dos parques está envolvida em uma série de incertezas e muitas perguntas aparecem na nossa cabeça.

  • Quando os parques vão reabrir?
  • Como vai ser esta reabertura?
  • Como ficará a lotação dos parques no segundo semestre?
  • Os preços vão aumentar?
  • A Disney vai reembolsar ingressos?
  • Como vão ficar as reformas e novos projetos dos parques?

Eu já adianto que eu não tenho nenhuma dessas respostas (assim você não precisa nem continuar lendo se isso for te frustrar). Queria demais saber tudo isso ou simplesmente quando essa pandemia vai acabar, mas a gente precisa se acostumar com a idéia de que não temos essa resposta – só Deus sabe mesmo.

Apesar disso, tenho algumas considerações na minha cabeça, que podem te ajudar a pensar a respeito de uma sombra de resposta e quem sabe te ajudar nas decisões de replanejamento da viagem. A gente tem que manter a calma, lembrar que vai passar e focar em olhar pra frente, né?

Quando os parques vão reabrir?

O presidente Trump anunciou a extensão das diretrizes de distanciamento social até pelo menos 30 de Abril. Se a gente olhar o que aconteceu na China como um espelho do futuro, é bem provável que as medidas de aproximação social aconteçam de forma gradativa.

Ou seja, primeiro a gente deve poder voltar ao trabalho, a fazer pequenas reuniões em grupo, mas não significa que multidões já serão liberadas logo de cara, né? Parques temáticos movimentam multidões, por isso a reabertura ainda não aconteceu em nenhum país, nem mesmo na China. Criar uma expectativa de que ocorra uma reabertura nos EUA em 30 de Abril me parece otimista demais. Vou adorar estar errada, mas é o que eu penso hoje. 

Em paralelo, a Disney anunciou uma promoção com estadias a partir de 1 de Junho, que me parece uma data otimista mas bem mais realista para retorno de suas operações, com base no que sabemos até hoje. 

A previsão da Disney de 1 de junho é mais realista, mas ainda passível de mudanças

Outro ponto importante se você quer saber quando será uma boa data para replanejar a sua viagem, é que não adianta olhar só pra Disney ou EUA. Você precisa olhar também para a situação do Brasil.

Até as coisas entrarem minimamente nos eixos nos dois países, os vôos continuarão reduzidos e muitos até cancelados. Por isso, qualquer que seja a data que você tenha imaginado possível para os parques reabrirem, planeje sua viagem com uma margem segura para um ou dois meses depois disso. Se a Disney está planejando uma possível reabertura para junho, deixar a viagem para o segundo semestre (até mesmo fim de julho, mas idealmente de setembro em diante), me parece mais viável. De novo: é só um achismo mesmo.

Como vai ser a reabertura dos parques?

Não sei se nem a Disney sabe isso ainda, mas a internet já está cheia de teorias. A gente pode fazer muitas coisas na vida evitando multidões mas é tão complicado pensar nos parques com qualquer medida de distanciamento social, né? Pensa comigo:

  • Como seria a aglomeração na hora dos fogos ou de paradas?
  • Como as pessoas esperariam nas filas das atrações tão próximas umas das outras? 
  • Seria permitido ir com um desconhecido ao seu lado em qualquer atração?

Todo o funcionamento dos parques é pensado para receber multidões, e sinceramente não sei nem se uma abertura parcial faria sentido do ponto de vista financeiro mesmo. A Disney precisa da gente comendo e comprando enquanto as atrações funcionam também, tudo isso é parte do modelo de negócio deles.

Por esse motivo, eu pessoalmente tenho muita dificuldade de imaginar uma abertura parcial, uma abertura para pequenos grupos por vez, ou qualquer uma das teorias que já vi em uns sites gringos. Minha opinião é que se isso acontecer, é porque a Disney precisou usar seu último recurso mesmo. Se houver qualquer outra alternativa, será preferível para eles e para os visitantes. 

É difícil evitar aglomerações nos parques

Talvez seja realmente cedo para se ter uma resposta a respeito disso e provavelmente a Disney (assim como Universal, Sea World e etc) já está avaliando os possíveis cenários para decidir como agir em cada caso. Ainda tem muita coisa para acontecer antes deles precisarem tomar uma decisão.

Por exemplo, suponha que mais testes rápidos e baratos para Covid-19 fossem disponibilizados no futuro, e que se tornasse possível permitir nos parques apenas pessoas comprovadamente saudáveis? Isso poderia viabilizar multidões controladas, mas é só uma das muuuuuitas suposições que podemos fazer para o futuro.

Por hora, sabemos apenas que o desenrolar dos fatos nas próximas semanas ou meses, terá um papel importante na tomada de decisões dos parques sobre a melhor rota de ação para eles, pensando em uma experiência segura e agradável para todo mundo.

Como ficará a lotação dos parques no segundo semestre?

Não sei se surgiu esse assunto em algum site, grupo de facebook ou vídeo no YouTube, mas do nada várias pessoas começaram a me perguntar sobre o possível aumento da lotação dos parques no segundo semestre. Tem lógica? Sim e não!

Aqui a resposta (que de novo, não tenho) vai depender não só de quando os parques vão abrir, de como vão abrir, mas também da situação econômica pós pandemia.

A abertura dos parques depende de vários fatores, mas a gente está louco pra ver esse castelo de novo.

A gente ama demais Orlando, mas sabemos que é um investimento grande. Para quem já tem boa parte dos gastos pagos com um dólar menor, fica até mais fácil manter a viagem para assim que possível, mas muita gente que estava começando a planejar, pode preferir adiar estes planos por mais alguns meses para viabilizá-la da maneira que deseja. Esse fator exclusivamente pode ser mitigado pelas promoções que devem aparecer, especialmente para passagem aérea – mas não é o único determinante para decidir se as pessoas viajarão ou não.

Muitas pessoas ainda estão preferindo deixar a viagem para 2021 porque foram forçados a tirar férias agora e não podem tirar férias no segundo semestre, entre outros tantos motivos super justos.  

Por isso, pra quem está me perguntando quando vou atualizar o calendário de lotação, te falo que nem essa resposta eu tenho pra te dar agora. Essa situação é completamente sem precedentes e por isso é tão difícil prever o que vai acontecer daqui alguns meses ainda. Olhe como era a sua vida há pouco mais de um mês e eu tenho certeza que você não se imaginava onde você está agora, né? Pois é, eu também não. 

Como será os parques após o coronavírus
Bastante gente pode remarcar a viagem para o segundo semestre, mas outros fatores podem equilibrar as coisas

Resumindo: uma parcela das pessoas vai sim migrar os planos de viagem para o segundo semestre de 2020. A Disney com certeza está buscando concentrar esse contingente de pessoas até Setembro com a nova promoção que lançou pensando em quem teve que cancelar a viagem mesmo.

Por outro lado, a crise econômica, taxa de câmbio e indisponibilidade para tirar férias agora, devem equilibrar as coisas e reduzir esta lotação também. Com base no que eu sei hoje, não acho que setembro vá ser um mês super lotado para viajar. Mas, de novo (e de novo, e de novo): saberemos mais, quando soubermos as outras respostas. 

Os preços vão aumentar? 

Apesar de não poder te dar certeza de nada, essa é a resposta que eu sinto que tenho mais embasamento pra dar! Até que enfim uma! 

A teoria de que os parques vão aumentar os preços dos ingressos de cara para tapar o buraco do tempo que precisaram ficar fechados me parece simplista demais e sem muito pé nem cabeça. Falando em pé, para mim isso seria como dar um tiro no pé mesmo. 

Vamos voltar para as bases de qualquer teoria econômica? A maravilhosa e infalível lei da oferta e da demanda? O mundo não está dando pause e não vai voltar como era antes como se nada tivesse acontecido. As pessoas estarão mais conscientes com seus gastos, muitas precisarão fazer cortes, alguns perderão empregos, outros terão férias coletivas na época da pandemia e não poderão viajar tão cedo. 

Nesse contexto, muita gente pode precisar revisar os planos da viagem e adiá-la por meses ou até por um ano.

A Disney, Universal e SeaWorld precisam de uma determinada ocupação para conseguir operar de forma lucrativa (lembra que eu falei da importância da gente comer e comprar no parque para a rentabilidade deles?). Em um momento em que outros fatores encorajam o adiamento da viagem, se eles quiserem voltar a ter seus parques funcionando o quanto antes, faz muito mais sentido eles oferecerem vantagens financeiras para as pessoas viajarem logo, e não exatamente o oposto com aumento de preços. 

A possibilidade de novas promoções de ingressos, hotéis e voos é grande!

As iniciativas da Disney até agora estão bem em linha com essa teoria:

  • Promoção para quem remarcar viagens canceladas até Setembro de 2020
  • Ingressos para datas de fechamento se tornando Flex até 15 de dezembro de 2020

É bem provável que não só os parques, mas também hotéis e companhias aéreas ofereçam promoções como incentivo para movimentar o setor de turismo. Quem tiver flexibilidade para aproveitar essas promoções, pode se dar muito bem!

A Disney vai reembolsar os ingressos?

Essa pergunta também já está meio que respondida, né? A Disney já não está reembolsando os ingressos e a política não deve mudar, a não ser que os parques precisem fechar por muuuuito mais tempo. Essa é sim uma maneira de segurar as pessoas para que viagem no futuro, especialmente ainda este ano para quem tiver essa flexibilidade. Para ver mais sobre a política de cancelamentos e reembolsos praticada pelos parques, clique aqui.

Como vão ficar as reformas e novos projetos?

Muito antes disso tudo acontecer, os parques estavam com vários projetos de reformas e construções em andamento, alguns ainda em fase inicial e outros já em execução avançada. Todas as obras no complexo da Disney foram suspensas temporariamente por conta dos fechamentos.

O que podemos esperar é que muitas dessas obras deverão atrasar, e outras que ainda nem começaram tem grandes chances de serem colocadas em espera por tempo indeterminado. É claro, por enquanto essas são apenas as minhas suposições, mas faria sentido eles precisarem botar projetos em espera.

Ainda é cedo pra dizer com que velocidade os projetos vão ser retomados, e duvido que os próprios executivos da Disney tenham alguma resposta certeira pra essa pergunta. A realidade que temos que encarar é todas as datas de previsão de inauguração que temos hoje estão sujeitas a mudanças.

As datas previstas de inauguração podem sim mudar

Eu sei que não é nada fácil não ter respostas, não saber o que vai acontecer, mas é este o mundo que vivemos hoje, pessoal. Só existe uma forma de passar por isso e é ficando em casa e vivendo um dia de cada vez. Vai passar e quando passar, estaremos com cicatrizes, mas também mais fortes. Vamos passar por isso juntos e focando nos dias melhores do futuro. É isso que eu vou continuar fazendo por aqui!

A gente pode ver tudo isso de muitos ângulos, e muitas vezes esquecemos de olhar as boas notícias também:

  • A Johnson & Johnson anunciou avanço nas pesquisas para vacina contra o coronavírus e planeja começar testes clínicos em setembro. Eles pretendem produzir um bilhão de doses em parceria com o governo americano. (leia o anúncio oficial aqui)
  • Mais de 170 mil pessoas já se recuperaram do novo coronavírus (veja números atualizados aqui)
  • Muitos países acreditam que já passaram pelo pico de contaminação e devem ver uma queda dos casos dentro de algumas semanas
  • Empresas como Ambev, Decathlon, Albert Einstein, Magazine Luiza, Ortobom, entre muitas outras estão ativamente lutando contra o coronavírus no Brasil, com investimentos milionários para compra e produção de respiradores, leitos, máscaras e álcool em gel.

Saiba que estamos todos juntos e que você pode contar com a gente, tá? Se estiver surtando, manda mensagem aqui, a gente conversa, passamos o tempo e dividimos um pouco da magia de Orlando que logo logo vamos voltar a vivenciar, se Deus quiser!  😉