Parques

Roteiro – Parc Disneyland Paris

O chamado Parc Disneyland é o principal parque do complexo da Disneyland Paris, que é composto por dois parques temáticos, uma área de entretenimento, compras e gastronomia (o Disney Village), e quase 20 hotéis, sendo 8 operados pela própria Disney.

O Parc Disneyland, segue o padrão das Disneylândias espalhadas pelo mundo, e se assemelha muito aos parques-irmãos que existem na Califórnia, Tokyo, Hong Kong e Shanghai. É também o modelo de parque que inspirou o Magic Kingdom, de Orlando, apesar deste ser maior e ter alguns outros elementos que o diferencie das “Disneylands”.

A versão Francesa, que foi inaugurada em 1992, tem o charme que se espera de um parque temático europeu. O castelo, que aqui é da Bela Adormecida, como o da Califórnia, é lindo e fica no topo de uma montanha. O parque também conta com algumas atrações que só existem na versão francesa.

– Clique aqui para abrir o mapa do parque enquanto lê o roteiro (em breve)
– Se quiser fazer o download deste roteiro para imprimir depois, clique aqui
Clique aqui para entender mais sobre uma viagem a Disneyland Paris, valores dos ingressos e dicas de hospedagem.
– 
Clique aqui para ver o roteiro do outro parque do complexo, o Walt Disney Studios

DICAS GERAIS SOBRE O PARC DISNEYLAND PARIS:

– Percorra o Parc Disneyland no sentido anti-horário
Assim como em outros parques, a massa de turistas sempre percorre os mapas no sentido horário. Em outras palavras, se você começar o parque pelo seu lado direito de quem olha para a frente do castelo da Bela Adormecida e fazer o percurso no sentido anti-horário, suas chances de pegar filas pequenas são bem maiores. Lembrando que a ordem das regiões para percorrer no sentido anti-horário: Discoveryland > Fantasyland > Adventureland > Frontierland. O roteiro abaixo já está nessa ordem.

– Use o Programme para programar o seu dia
Apesar do Parc Disneyland não ser um parque tão grande, ele oferece muitas atrações que misturam shows e “rides” (atrações que a gente chama de “brinquedo” mesmo), além das performances externas como a parada, apresentações no castelo, encontro com personagens e o show de fogos. Componha bem o seu dia para não ficar o tempo todo em filas enquanto perde as inúmeras atividades que estarão acontecendo pelo parque. Nesse ponto seu melhor amigo é o Programme (ou seja, programação do parque), encontrado na entrada do parque e em todas as caixas registradoras de lojas e pontos de comida.

– Não esqueça da corrida dos FastPass
Para quem já se acostumou com a inovação do FastPass+ dos parques de Orlando, aqui em Paris vai ter que voltar no tempo e resgatar a corrida dos FastPass de papel. Sem nenhum custo, com o seu ingresso, você pode retirar um “ticket” na porta de algumas atrações, e reservar um horário para voltar nela e pegar uma fila menor. No ticket, será impresso uma janela de 30 minutos para você voltar e pegar uma fila menor. A partir do horário do início da janela, você também pode pegar outro FastPass, na mesma ou em outra atração. No roteiro abaixo, marquei com o ícone Fastpass+ disponível e altamente recomendado aquelas atrações que tendem a ficar com filas grandes e que valem a pena usar esse recurso gratuito.

–Não espere muito da comida
Ao contrário do que se espera de um parque localizado na França, os dois parques da Disneyland Paris oferecem opções de comida bem decepcionantes – pelo menos para mim. Muita oferta de junk food americana, e pouco queijo e croissant, na minha opinião. Ao longo do roteiro abaixo, eu destaco o que encontramos de melhor durante as nossas visitas ao parque.

– Não espere Wi-Fi
Se quiser instagramar tudo ou bater papo com os migxs pelo Whatsapp, se garanta com um chip internacional ou morra em dívidas com os valores de roaming das operadoras brasileiras. Para acessar Wi-Fi gratuito na Disneyland Paris, vá ao Earl of Sandwich ou ao Starbucks, que ficam no Disney Village.

– Baixe o app Disneyland Paris
O complexo tem seu aplicativo próprio, que mostra os mapas dos parques, tempo de espera das filas e encontros com personagens. Recomendo muito baixar para ter todas as informações de fácil acesso no seu bolso

ROTEIRO DO PARC DISNEYLAND PARIS

  1. CHEGANDO NO PARC DISNEYLAND

Sempre recomendo chegar no Parc Disneyland antes da abertura do parque, pois a área da entrada do parque é linda e rende fotos imperdíveis. A entrada desse parque, assim como a Disneylândia de Tokyo, é rodeada pelo Disneyland Hotel, um lugar maravilhoso e que custa uma fortuna para dormir uma noite – ainda mais se for em um quarto virado para o parque.

Meia hora antes do horário oficial de abertura, já é possível passar pelas catracas e ter acesso à Main Street U.S.A.. Você pode até tomar café da manhã por lá e tirar sua foto no castelo enquanto o parque ainda está mais vazio. Em geral, as primeiras 2 horas do parque são bem mais tranquilas e dá para você percorrer as principais atrações com bem menos fila.

Eu madruguei e consegui essa foto com o parque quase vazio!

Eu madruguei e consegui essa foto com o parque quase vazio!

  1. MAIN STREET U.S.A.

Assim como todas as Disneylands (e o Magic Kingdom), a de Paris começa com uma rua muito característica. Representando a rua principal da cidade da infância do Walt Disney (Marceline, no Kansas), a entrada que leva os visitantes da bilheteria até o emblemático castelo da Bela Adormecida é rodeada de lojas e restaurante. Tire muitas fotos e deixe as compras para o final do dia, quando estiver esperando pelos fogos ou logo após ao fechamento do parque.

DICA:

Não esqueça de pegar um mapa e um “programme” no túnel de entrada. Não existem mapas em português no túnel (espanhol deve ajudar para quem não fala inglês ou francês). Ali você também encontra os mapas adaptados para visitantes com necessidades especiais.

Dica de comida! FOOD TIP

Casey’s Corner está presente e continua sendo gostoso aqui. É claro que o sabor é do hot dog francês, mas a batatinha frita é deliciosa e o queijo com cebola frita em cima deixam o sanduíche ainda mais gostoso. Compre um para o jantar, enquanto espera os fogos começarem.

Hot dog do Caseys não tem erro!

Hot dog do Caseys não tem erro!

Atrações que achamos imperdíveis IMPERDÍVEIS (DE DIA)

Disney Stars on Parade: a parada que acontece no final da tarde e percorre a Main Street até o fundo do parque na Fantasyland, é uma versão menos moderna da Disney Festival of Fantasy Parade, do Magic Kingdom em Orlando. Vale muito a pena sentar na Main Street pouco mais de meia hora antes da parada começar para conseguir ver tudo de pertinho. A música é ótima, e como em diversas atrações da Disneyland Paris, mistura partes em inglês e francês nas músicas e falas dos personagens.

Atrações que achamos imperdíveis IMPERDÍVEIS (DE NOITE)

– Illuminations: apesar do nome conhecido de outro show de fogos, esse é exclusivo do Parc Disneyland e não dá pra perder. Acontece sempre no fechamento do parque, então não tem desculpa para não assistir. A música é linda e a mistura de fogos e projeções no castelo da Bela Adormecida tornam o show ainda mais memorável. Pessoalmente, acho os shows de fogos da Flórida mais impactantes, mas isso não diminui a beleza do Illuminations francês.

Atrações que não recomendamos NÃO VALE A PENA

– Disneyland Railroad: é um trenzinho que dá a volta pelo parque com paradas na Frontierland, Fantasyland e Discoveryland. É um meio de transporte que faz você perder todo o passeio pelos cenários do Magic Kingdom.

  1. DISCOVERYLAND

Sabe uma das coisas que eu mais gostei do Parc Disneyland? Que a “área modernosa” não se chama Tomorrowland. Isso porque as Tomorrowlands dos outros parques acabaram ficando obsoletas, já que né? O tempo passou. Mas a Discoveryland do Parc Disneyland tem uma pegada muito legal de exploradores do espaço e do fundo do mar, que acaba deixando a visita bem mais interessante e menos aquela volta ao futuro do passado.

A Discoveryland com a Hyperspace Mountain ao fundo

A Discoveryland com a Hyperspace Mountain ao fundo

Atrações que achamos imperdíveis IMPERDÍVEIS

– Star Wars Hyperspace Mountain Fastpass+ disponível e altamente recomendado: olha, pra mim, essa é a melhor de todas as Space Mountains do mundo (ou das 4 que eu fui pelo menos: Orlando, Califórnia, Paris e Tokyo). Não só pelo tema, mas pelas inovações, pela música sincronizada, pelos efeitos especiais e até pelo looping. Vale a pena esperar a fila, ir de Single Rider e pegar FastPass.

Space Mountain tematizada de Star Wars!

– Star Tours: l’Aventure Continue Fastpass+ disponível e altamente recomendado: simulador com 3-D do filme do Star Wars. Fãs e mesmo quem não liga pro saga dos jedis, não podem perder essa atração, que lembra muito a Star Tours do Hollywood Studios em Orlando.

– Buzz Lightyear Laser BlastFastpass+ disponível e altamente recomendado: atração em que entram quatro pessoas no carrinho e cada um, munido de uma pistola laser, deve acertar nos alvos enquanto o carrinho anda por diversos cenário. Como eu curto uma competição, eu acho imperdível, mas entendo que muita gente acha a atração ou pouco sem graça. De qualquer forma, para quem já foi em Orlando, a versão francesa não tem nada de diferente, então se a fila estiver muito grande, pode passar.

Bem parecida com a versão de Orlando

Atrações que você deve ir se sobrar tempo SE SOBRAR TEMPO 

– Mickey’s Philharmagic: quem diria que a minha atração favorita da vida, aqui em Paris cai na categoria “Se Sobrar Tempo” hein? A versão francesa, que foi recentemente inaugurada, só repete o filme da Flórida, sem qualquer efeito especial, em um teatro improvisado. Era melhor não ter feito, na minha mais humilde opinião.

– Orbitron: está longe de ser uma atração memorável, ainda mais aqui no Parc Disneyland que ela fica no chão ao invés de ficar no alto de um prédio. Mas pra quem gosta de atração com carrinhos que giram ao redor de um eixo, vá fundo.

– Les Mystères du Nautilus: nada mais do que um corredor que você caminha por dentro do submarino Nautilus, do filme 20.000 Léguas Submarinas. Quem ama o filme, deve gostar bastante da experiência, mas na minha opinião, a Disney poderia ter criado algo mais interativo e emocionante aqui. Como não tem fila pra entrar e a caminhada é rapidinha, vá se sobrar tempo.

– Autopia: o autorama do parque, que no Magic Kingdom é conhecido como Tomorrowland Speedway. Amei quando tinha 7 anos na Disney World, mas voltei pouquíssimas vezes depois disso.

icone-dicas PARA AS CRIANÇAS

Dessas atrações que falei acima, as que as crianças vão curtir muito são: “Buzz Lightyear Laser Blast”, “Orbitron” e “Autopia”.

Ponto de foto! TIRAR FOTOS

Muitas oportunidades para tirar fotos por aqui, em geral com personagens do Star Wars, super heróis da Marvel e com o Buzz Lightyear. O Starport é um ponto que sempre tem personagem.

  1. FANTASYLAND

A região do parque que é a mais esperada por muitos que o visitam: reúne a magia das histórias clássicas da Disney, em atrações já muito conhecidas para quem já foi a outros parques da companhia pelo mundo. Sim, é de criança, mas conheço muito marmanjo que fica emocionado andando nos brinquedos da Fantasyland.

Atrações que achamos imperdíveis IMPERDÍVEIS

– Sleeping Beauty Castle: como o nome já diz, é o castelo da Bela Adormecida, e o legal daqui é que dá para explorar o castelo por dentro: vitrais, objetos, murais e cenas que representam o filme da princesa Aurora. É só um passeio, mas como não tem fila e é algo diferente, eu acho imperdível passar por ali. Dentro dele também há uma lojinha com produtos mais finos, como cristais e jóias.

Dá pra entrar no castelo!

– La Tanière du Dragon: a Disney coloca a “toca do dragão” como uma atração separada no mapa, mas ela é na real uma passagem secreta que fica embaixo do castelo e também não tem fila. Aqui é uma espécie de labirinto que te leva até o dragão da Malévola, vilã do filme e também vai te tomar 5 minutos de passeio. Vá e aproveite a atração exclusiva da Disneyland Paris.

O dragão “escondido” embaixo do castelo

– Blanche-Neige et les Sept Nains: apesar de não amar a história da Branca de Neve, essa foi uma das minhas atrações favoritas na minha primeira visita ao Magic Kingdom da Flórida quando eu tinha 7 anos, tudo por conta do efeito especial de uma das cenas do brinquedo. Não vou contar qual é para não perder a graça, mas já aviso que a Re morria de susto na mesma cena. Apesar de ter sido fechada na Disney World, a mesma atração ainda existe nas outras Disneylândias do mundo.

– Peter Pan’s FlightFastpass+ disponível e altamente recomendado: dos roteiros do VPD, essa é uma das atrações que os leitores mais nos criticam por marcamos como imperdível. Mas repito o feito aqui: pra mim, une a magia das histórias da Disney, com o que um dia foi uma mega inovação para atrações de parques temáticos. É velhinha, mas ainda me toca toda a vez que eu entro. Agora, se a fila estiver mais de 60 minutos….vá por sua conta e risco! 

Atrações que você deve ir se sobrar tempo SE SOBRAR TEMPO 

– Le Carrousel de Lancelot: carrossel clássico, com o tema do filme do Rei Arthur. Sem mais a comentar.

– Dumbo the Flying Elephant: atração queridinha de muitas crianças, incluindo minha filha e eu aos 7 anos. Elefantes girando ao redor de um eixo por 90 segundos, em que a criança tem o controle para subir ou descer o veículo.

– Les Voyages of Pinocchio: é um passeio de carrinho pela história do Pinóquio que vale a pena se tiver com tempo sobrando. Não tem nos parques de Orlando, mas tem na Califórnia e em Tóquio

– Alice’s Curious Labyrinth: é um labirinto com o tema de Alice no País das Maravilhas. E sem dúvida uma atração amada por todas as crianças. Sendo um adulto de 1.80m, era muito difícil eu me perder por ali, mas reconheço como crianças e pré-adolescentes curtem essa atração. E o legal, é que também não tem fila. É só entrar e seguir pelo caminho.

Labirinto da Alice é mais legal para as crianças mesmo

– Mad Hatter’s Tea Cups: tradicional atração das xícaras giratórias. Como hoje em dia minha labirintite ataca, eu passo. 

Atrações que não recomendamos NÃO RECOMENDO

– Casey Jr – le Petit Train du Cirque: é o trenzinho do Dumbo, em que crianças muito pequenas se divertem e adultos se espremem em um espaço bem, bem pequenininho.

– Le Pays des Contes de Fées: acho que essa é uma atração que me decepciona muito. Poderia ser legal? Sim. Mas é bem triste ver cenas tão minúsculas dos filmes da Disney em um passeio de barco tão devagar. De qualquer forma, para crianças menores, pode ser interessante.

– It’s a Small World: outro clássico presente em todos os parques da Disney, mas que toca uma música bem grudenta que vai ficar ficar na sua cabeça até o fim do dia. Não diga que eu não avisei.

it’s a small world afterall….

icone-dicas PARA AS CRIANÇAS

Tudo aqui vai agradá-las, apesar de algumas terem medo da atração da Branca de Neve (tô falando com você, Rê!).

Ponto de foto! TIRAR FOTOS

Ficam aqui na Fantasyland o Princess Pavilion e Meet Mickey, onde você pode tirar fotos com algumas princesas e com o rato mais famoso do pedaço. Há!

  1. ADVENTURELAND

Essa é a maior Adventureland dos parques da Disney que já fui. É realmente muito grande e tem vários caminhos. Me perdi algumas vezes nas minhas primeiras visitas ao Parc Disneyland, mas é linda e com muitas oportunidades para fotos legais.

Atrações que achamos imperdíveis IMPERDÍVEIS

– Indiana Jones and the Temple of Peril Fastpass+ disponível e altamente recomendado: de fora eu achei que ela seria mais radical do que é na realidade, mas como todas as montanhas russas, pra mim essa atração é imperdível. A tematização do Indiana Jones é mais externa, já que a montanha russa não tem nada do personagem, mas o looping e as curvas com velocidades são boas. Pena que é muito curtinha.

Montanha russa do Indiana Jones: curtinha mas muito gostosa

– Pirates of Caribbean: pra mim, a atração dos Piratas do Caribe é sempre imperdível. É só chegar perto e começar a ouvir a musiquinha “yo-ho yo-ho…” que eu já fico animado. A versão de Paris é ainda mais legal, e para a minha surpresa, bem mais longa em termos de duração. O barco navega por mais cenários e tem até um emoçãozinha no brinquedo. Não vou contar mais para não dar spoiler. Vá e seja feliz.

Atrações que você deve ir se sobrar tempo SE SOBRAR TEMPO 

– Le Passage Enchanté d’Aladdin: no meu coração, essa atração é imperdível pois o Aladdin sempre foi o meu filme favorito, mas o Le Passage Enchanté d’Aladdin não é essa coca-cola toda não. Só um corredor com algumas cenas do (melhor) filme lançado pela Disney. Não tem fila, a visita dura 3 minutos.

É bonitinho, vai?

Atrações que não recomendamos NÃO RECOMENDO

– La Cabane des Robinson: uma espécie de trilha para subir até a casa na árvore da Família Robinson, famosa pelo filme lançado pela Disney em 1960 – os mais puristas vão lembrar do livro antigasso que inspirou a produção.

– Adventure Isle: parecida com a trilha da Família Robinson, mas aqui o tema é piratas. Bem legal e com uns labirintos bem malucos. Caminhos mais difíceis do que os das Alice alí do lado.

icone-dicas PARA AS CRIANÇAS

Vão curtir muito as trilhas e o playground “Pirates’ Beach” que existe por alí.

Área dos piratas

Dica de comida! FOOD TIP

Agrabah Cafe: um buffet de comida árabe em que você paga um preço fixo e come à vontade. Teve opiniões divididas aqui no VPD: eu não achei nada muito especial, mas o Hike e a Bia adoraram.

O Agrabah Cafe por dentro

Dica de comida! FOOD TIP 2

Pineapple Whip: sim, amigos, aqui tem uma versão do nosso tão amado Pineapple Float, que está no nosso Top 10 doces da Disney World. O nome e o sabor mudam um pouquinho, e só tem uma versão: sorvete de creme com suco de abacaxi, mas ainda assim é uma delícia e vale provar! Fica em um quiosque perto do encontro com o Aladdin, que nem sempre está aberto.

Pineapple Whip, o primo francês do Pineapple Float

  1. FRONTIERLAND

Muito engraçado a ambientação mexicana que a Frontierland tem aqui no Parc Disneyland. Aquela mistura do Brasil com o Egito, que aqui é do Velho Oeste Americano com Acapulco. O que falta aqui é a tradicional Splash Mountain, mas parece que com o frio da França no Outono e Inverno, não fazia muito sentido colocar essa atração ali mesmo.

Atrações que achamos imperdíveis IMPERDÍVEIS

– Phantom Manor: outra atração super tradicional dos parques da Disney e que eu gosto muito, conhecida como Haunted Mansion em Orlando. As cenas internas são bem parecidas, mas o capricho nos detalhes e na ambientação são campeões aqui na França. A começar pelo lado de fora, que na minha opinião, é uma das casa mal assombrada mais bonita das Disneys (apesar de o Hike discordar, dizendo que a da Disneyland Hong Kong é a mais bonita que ele já viu).

Até as nuvens cinzas contribuíram para essa foto da mansão mal assombrada 😉

– Big Thunder MountainFastpass+ disponível e altamente recomendado: boa e velha montanha russa de madeira. O trem é bem veloz, e apesar de não ter looping, dá bastante frio na barriga. Minha dica aqui é sentar no fundo ao invés do primeiro carrinho como todo mundo imagina e pede. Isso porque como o trem é longo e as quedas são curtas, muitas vezes os primeiros carrinhos caminham mais que a metade da ladeira em velocidade normal, para “esperar” o último carrinho virar a subida. Enfim, vai na minha que você se dá bem. Poucas diferenças com a irmã de Orlando.

Atrações que não recomendamos NÃO RECOMENDO

Thunder Mesa Riverboat Landing: barco a vapor que dá a volta no lago. Não acho que valha a pena perder muito tempo ali não.

– Rustler Roundup Shootin’ Gallery: pagar a mais para atirar em alvos? O Euro tá o olho da cara, minha gente.

icone-dicas PARA AS CRIANÇAS

Pouca coisa para elas aqui na Frontierland, para além do “Pocahontas Indian Village” que é um parquinho com escorrega e coisas que você encontra na sua cidade. Muitas crianças vão curtir também a Phantom Manor, já que ela não é de dar susto.

Fim de dia na Disney tem que ter show de fogos, né? Esse é o Illuminations

O Vai Pra Disney é um blog independente e não é um canal mantido pela The Walt Disney Company. As informações contidas nesses sites representam a opinião de seus autores, colaboradores e usuários. Walt Disney World Resort, nomes e logos são marcas registradas da The Walt Disney Company.