Viagem do Leitor

17 dias em Orlando por Marcelo e Daniela

O Marcelo e a Daniela são um casal querido de leitores que já deram as caras até no instagram do VPD. A gente começou a acompanhar a viagem deles pelas fotos e ficou super contente quando eles aceitaram dividir mais detalhes do roteiro com todo mundo por aqui. A viagem dos dois foi muito legal e como eu já disse para eles, a gente se sente com um pé em Orlando só de ler a programação! Acho que a Daniela e o Marcelo tem uma forma muito parecida comigo e com Fe de curtir os parques: eles aproveitaram tudo de mais “jovem” e radical, mas sem deixar de valorizar o aspecto mais intagível que faz a Disney ser tão mágica. Quer entender melhor? Então boa leitura!

Viagem de 17 dias em Orlando

por Marcelo Gonçalves e Daniela Frangella

Dani e eu amamos os blogs e sempre recorremos a eles para buscar informações quando pretendemos viajar. Nisso encontramos o VaiPraDisney! Tentamos com esse roteiro retribuir um pouquinho toda a ajuda e informação que o VPD contribuiu para nossa viagem. Sempre falamos para todos que aqui se acha a melhor e mais fidedigna informação sobre orlando.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-46

Viajamos com um casal de amigos, tendo um total de quatro pessoas. Essa foi a nossa primeira vez em Orlando e com um certo metodismo, começamos a procurar informações cerca de seis meses antes. Montei com todas as informações obtidas, um Programa de Viagem (clique no link para abrir o PDF) com as atividades que faríamos todos os dias. Chegamos em Orlando dia 04/Junho e saímos dia 21/Junho, tendo um total de 17 dias na cidade.

Nossa intenção com esse “Programa de Viagem” era juntar as atividades mais próximas e também ter todas as informações como endereço, horário de abertura e outras que podíamos precisar com fácil acesso. Nem tudo que colocamos ali foi seguido a risca, pois o tivemos mudança no tempo. Mas ele nos salvou em alguns momentos.

Vou relatar algumas coisas que acredito que são dicas que só tivemos ciência no momento. Lemos muito conteúdo antes de irmos e me surpreendi com algumas coisas de lá. São detalhes de situações que penso em pessoas como meus pais, que nada falam de inglês e se deparariam em situações diferentes do habitual lá.

Primeiro Dia: aluguel do carro + hotel

Chegamos nos Estados Unidos pelo aeroporto de Miami. Achamos a imigração bem tranquila e ao perceber que éramos brasileiros, foi logo falando em um portunhol. O engraçado com a maioria dos latinos da Flórida é que não se consegue praticar o inglês. Eles vão logo falando em espanhol para tudo.

Em Miami esperamos mais algumas horas para o nosso voo para Orlando. Chegamos em Orlando de manhã e fomos direto pegar o nosso carro. Já tínhamos feito a locação pela Decolar. Nesse momento nos ofereceram a contratação de mais um seguro para proteção contra terceiros, acabamos aceitando para sermos prudentes. Mesmos já tendo lido que não havia necessidade de contratação de mais nenhum.

Para todo o período da viagem acabamos alugando dois carros, um para os primeiros três dias e o outro para o resto da viagem. Acabamos achando assim a melhor forma, pois economizamos quase mil reais. Pegamos uma SUV primeiro e depois uma minivan, isso porque a primeira semana da viagem estava pegando o final do Spring Break e essa semana encarecia muito a locação do carro. Apesar de termos o inconveniente de ter que devolver o carro e pegar outro, acabamos preferindo a economia.

Como pretendíamos ir a Tampa, visitar o Busch Gardens, o atendente quis nos oferecer a compra do Sun Pass. Para quem não conhece, alguns pedágios de lá não possuem atendentes e o tráfego por eles só é possível com um cartão de passe livre. Esse cartão irá computar as idas e você pagará por um cartão de crédito cadastrado nele. Achamos muito caro na hora e resolvemos comprar o SunPass posteriormente. Tendo a negativa da compra o atendente mudou totalmente a forma de nos tratar e até o achamos meio grosseiro na Thrifty (observação do VPD: a estrada entre Orlando e Tampa não possuí pedágios. Leia mais sobre esse tema clicando aqui).

Pegamos o carro na área específica do aeroporto. Ficamos meio perdidos quando mandaram ir lá pegar o carro, não sabíamos qual escolher. Até que percebemos que era entrar em qualquer um da categoria locada e sair mesmo. Foi bem tranquilo.

De lá fomos direto para uma loja da Best Buy comprar um GPS, pois também não optamos pela locação. Ele iria encarecer em quase 15 dólares por dia (um total de 350 dólares) e poderíamos comprar um por 100 na loja. Para saber o local baixamos um vídeo do YouTube no tablet mostrando exatamente o trajeto Aeroporto X Best Buy e também levei todos os endereços para usar o celular caso fosse preciso. Mas aí apareceu o nosso primeiro percalço da viagem, era feriado de páscoa e todas as Best Buys estavam fechadas. Tivemos que procurar um Walmart que tivesse GPS, se não fosse o Programa de Viagem montado com todos os endereços e mapas nós não teríamos conseguido. Isso porque só achamos o GPS no terceiro Walmart que fomos. Por isso a nossa primeira dica é sempre se programar.

Com o GPS e mais seguros, fomos direto para o Hotel. Isso nos fez atrasar um pouco para o checkout das 16hs. Ficamos hospedados no Worldquest Resort. Só temos elogios a ele, principalmente pela proximidade com os parques.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-04

Como ficamos muito tempo sem comer, queríamos logo uma boa refeição. Fomos direto na Cheesecake Factory, pois queríamos começar bem. Esperamos cerca de vinte minutos por uma mesa. Tudo o que ouvimos de bom foi encontrado e para todos foi o melhor restaurante de todos. O chessecake é uma coisa de louco mesmo!!!

De lá fomos para o hotel descansar e se preparar para o proximo dia.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-02

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-01

Segundo dia: Universal Studios

Acordamos bem cedo e fomos para o parque. A tempo do hotel até ele era de cerca de quinze minutos. Optamos por começar pela Universal, pois ouvimos que uma segunda-feira seria complicado começar pelo Magic Kingdom, por conta da lotação. Queríamos que ele fosse o nosso primeiro da Disney, já que compramos o ingresso dos cinco parques podendo repetir ele no final.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-05

No Universal tivemos o primeiro contato com o maravilhoso sistema de estacionamento dos parques, é realmente surpreendente e funcional. O parque é fantástico, ainda mais para quem gosta de cinema como nós. Nós os elegemos como uma dos melhores, principalmente a área do Harry Potter.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-08

Jantamos no Bubba Gump. Não gostamos muito da comida e não sei se pelo o horário, mas não tivemos muito atenção da atendente. Estávamos tão cansado que nem nos preocupamos muito.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-06

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-07

Terceiro dia: compras + entrega do primeiro carro

Como queríamos comprar alguns itens eletrônicos, como um GoPro e novos telefones, deixamos esse dia para as compras. De manhã fomos no Mall at Millenia comprar dois iPhone. A compra foi super tranquila e o atendentes de lá estão mais do que acostumados com os brasileiros. Não demoramos nem vinte minutos nas compras na loja da Apple. Compramos dois chips no Walmart mais simples, apenas para ligar o telefone e ter acesso ao Wi-fi por lá.

Apesar de falarem que os parques tem wi-fi não conseguimos utilizar para ligações no Brasil tão fácil assim, apenas no WhatsApp. Nos da Disney foram tranquilos. Nos outros bem difícil. Achamos a loja da Ross muito bagunçada mesmo e tivemos dificuldade em achar os nossos tamanhos, não compramos nada por lá. Já a Marshal’s achamos melhor.

Nesse primeiro dia fomos conhecer o Orlando International Premium e comer no Five Guys. Ficamos apaixonados pela lanchonete, os atendentes de lá são muito simpáticos e acabamos voltando lá mais duas vezes na viagem. Sem dúvida foi o melhor fast food da viagem. O jalapeño de lá me dá saudades.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-10

Como falado anteriormente, esse dia teríamos que trocar o carro alugado por outro. Por isso também não fizemos parque neste dia. Na ida para o aeroporto eu acabei esquecendo a chave reserva no hotel, o que nos fez voltar e atrasamos a entrega do carro em mais de uma hora. Ficamos super preocupados com isso, mas na hora ninguém falou nada e não nos cobraram nada também.

O ponto mais engraçado dessa história foi que estávamos nessa correria e o acesso a área do estacionamento tínhamos que passar com o carro por um guichê que tinha uns espetos no chão. Eles são para inibir a saída dos carros, mas a entrada poderíamos passar com as rodas que eles desceriam automaticamente. Me diz se algum de nós quatro sabíamos disso? Ficamos com três bocós olhando aquilo ali, a mulher mandando a gente seguir e a gente tentando explicar em inglês que o carro ia furar os pneus. Até que nos entendemos e resolvemos “arriscar”. Beleza, o carro passou!! Hehe

Fechamos a noite no Walmart para abastecer a geladeira do hotel. Dentre outras coisas, compramos um engradado de Miller. Ficamos impressionados com o preço baixo de 2,60 dólares em quatro latinhas grandes. A cerveja lá é bem barata no mercado e muito cara nos restaurantes e parques. Acabamos percebendo essa diferença, não sei se é uma forma de não incentivar a bebida nos parques.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-09

Quarto dia: mais compras e jogo da NBA

Esse foi o dia que compramos de verdade e já fomos nos destinos certos que já tínhamos visto no dia anterior.

Já tínhamos comprado pela internet para ver o jogo de basquete do Orlando Magic X Chicago Bulls no Amway Center. Pretendíamos chegar por volta de 17hs pois o jogo mesmo era as 19hs, mas nos atrasamos. Ao chegar no estádio já não tinha mais vaga no estacionamento oficial da Geico.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-11

Demos uma volta e achamos um estacionamento próximo em uma rua. Era um terreno vazio, na hora achamos os caras meio mal encarados, mas como todo mundo estava indo para lá fomos também. Fiquei preocupado com a minha câmera, pois sabia que eles encrencavam com câmeras maiores. Antes de entrar no estádio mostrei a um segurança (já pensando assim, ferrou se ele mandar eu voltar e deixar no carro lá embaixo). Ele tirou um treco do bolso e mediu e disse que eu passei por pouco.

Por isso se você possuí uma DSLR, cuidado com lentes grandes. Os caras vão barrar na porta. Leve uma 50mm ou até 55mm para poder passar. Compramos os ingressos mais baratos e ficamos no terceiro andar. De lá conseguimos ver muito bem o jogo e o telão é uma coisa de louco. Toda a capacidade americana de entretenimento está resumida nesse evento. Os caras mantém o entretenimento em todos os momentos e mesmo que você não goste de basquete, vai adorar a ida. É uma aula de como se fazer um estádio e de como usar todo a capacidade dele.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-12

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-13

Diferente do Brasil, achamos barato comer no estádio. O cachorro quente foi 6 dólares e podemos rechear com a quantidade que quiséssemos. Eu adora jalapeño e aí já viu né. Foi um excelente programa e recomendo a todos!

Quinto dia: Magic Kingdom

Acordamos bem cedo. Cerca de dez horas já estávamos no parque. Trocamos os ingressos comprados pelos tickets na bilheteria e gravamos as digitais. O atendimento da Disney é sensacional, totalmente diferenciado e está bem acima dos outros parques. Apesar de estarmos com medo do final do Spring Break não pegamos o parque cheio, conseguimos ir em todos os brinquedos que pretendíamos. Fizemos o parque seguindo a recomendação do VPD no sentido anti-horário.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-15

As dicas do Vai Pra Disney são cruciais para aproveitar bem o parque. O que é aquele Funnel Cake!? Até hoje comentamos aquele gosto. Não deixem de comer!!!

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-14

Comemos também o famoso cachorro quente no Casey’s Corner para ver a parada da tarde. Achamos ele bem diferente do nosso no Brasil, a salsicha parece ser envolta em uma camada. Mas é muito bem temperado e a cebola é uma delícia. Se tivéssemos que escolher o melhor parque da Disney, seria o Magic Kingdom. Ele tem uma magia diferenciada e como a Disney é tão antiga que se torna atemporal, achamos que ele é que mais agradará o público mais variado.

Amamos o mundo Disney e ficamos que nem bobos lá. Adoramos a Disney Festival of Fantasy Parade, mas não achamos a Electrical tão legal assim. Os fogos são lindos e uma excelente forma de fechar a noite. Para nossa sorte o parque nesse dia fechava as 2 da manhã. O que nos fez chegar mortos no hotel para o dia seguinte.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-16

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-17

Sexto dia: Epcot + jantar Tutto Itália

O Epcot é um parque bem diferente dos demais. A parte futurista dele é bacana, mas para quem gosta de viajar a World Showcase é fantástica. Apesar de bem resumida, dá uma boa lembrança de cada local. Fomos comendo uma coisinha em cada região. Comemos a Fish and Chips no UK, o sanduíche de Macarron na França e um ceviche no Marrocos.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-23

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-18

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-19

Reservamos o Tutto Italia para as 21:15, ficamos com medo de perdermos por causa dos fogos as 21hs. Mas a pontualidade da Disney é impressionante e deu mais do que tempos de ver os fogos e ir ao restaurante. Já que assistimos os fogos na Itália mesmo – mas cuidado: estávamos tranquilos no México antes dos fogos achando que poderíamos pegar o barco para a Itália, mas eles fecham algum tempo antes por segurança dos fogos. Por isso se programe para a caminhada até o ponto que deseja ver o fogos. Não perca, pois achamos um dos melhores encerramentos.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-22

Jantamos no Tutto Italia e adoramos a refeição e o serviço. Fomos atendidos por um italiano de verdade e nos aproxima um pouco mesmo do país, a Dani que possui pai e mãe nascidos na região da Calábria adorou.

Sétimo dia: Blizzard Beach + jantar no Olive Garden

Queríamos descansar um pouco da correria dos parques e mudamos a ideia inicial e fomos para um parque aquático. Na compra dos ingressos pelo parques da Disney, incluímos o pacote Water Fun & More e nos permitimos conhecer os parques aquáticos deles.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-28

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-29

Gostamos muito e o Blizzard Beach está bem ambientado dentro da história dele do Jacaré. Só achamos que ele fica muito distante do mundo Disney, mesmo sabendo que não era essa a proposta ficou faltando um ou outro personagem para podermos fazer a ligação. Mas valeu como dia de descanso.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-26

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-27

Já estávamos querendo ir no Olive Garden há muito tempo. A Dani é de família toda italiana e gostamos muito da culinária. Ele não se aproxima muito dela, mas é uma restaurante que achamos muito bom. Um dos melhores que fomos. Não achei o Alfredo isso tudo, mas aquela lasanha frita é muito boa. A comida é barata e muito bem servida. Achamos muito honesto.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-24

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-25

Oitavo dia: Hollywood Studios + almoço no Sci-Fi

Acordamos mais cedo que o normal, mais motivado pela empolgação e pelo descanso que tivemos do dia anterior. O Hollywood Studios foi para nós o segundo melhor parque do complexo Disney. Nós amamos os filmes e tentamos rever o máximo possível deles antes da viagem, com isso chegamos lá com tudo muito fresco na memória.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-34

Tínhamos uma reserva para almoço no Sci-Fi. Lá foi muito bacana, tivemos a sorte de sermos atendidos pela Patrícia. Uma brasileira que estava lá há mais de quinze anos. Por coincidência ela é de família toda italiana e foi fazer uma pós-gradução e não voltou mais. O engraçado é que começamos a fazer o pedido em inglês e tal e quando ela perguntou de onde éramos começou o português hehe Ela nos deu várias dicas e ficou conversando com a gente o maior tempão. Muito legal e extremamente simpática. O restaurante é muito maneiro!

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-30

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-31

O parque é maravilhoso, a Hollywood Boulevard é linda e tudo lá é uma surpresa. Conseguimos ir em todas as atrações e até repetimos algumas. Foi bem tranquilo. Comemos o famoso Pretzel que tem na maioria dos parques. Nossa senhora, detestamos com todas as nossas forças. Parecia que estávamos comendo um pedaço de madeira.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-32

Recebemos na fila do Toy Story Mania aquele cartão para o controle da fila. O funcionário da Disney nos deu e pediu para entregar ao final da fila. Bacana sermos “escolhidos” hehe! Como nem tudo são flores em uma viagem, infelizmente não pudemos ver o Fantasmic: começou uma leve chuva e eles primeiro cancelaram o show de fogos, depois falaram que teriam e isso se repetiu por duas vezes e finalmente falaram que não teriam.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-33

Uma das coisas que pudemos perceber é que na primeira vez que falaram que não teriam os fogos por risco de trovoadas, os americanos foram logo embora. Cerca de 80% das pessoas permaneceram por eles terem dado a esperança de verificarem se ocorreria ou não. Em um momento eles anunciaram que o espetáculo ocorreria em 15 minutos. No final ele foi cancelado. Acho que quando começam com isso os locais já logo acreditam que não ocorrerão por segurança e logo vão embora.
Ficamos muito chateados com isso, mas fazer o que né? saíamos com um motivo para voltar hehe

Nono dia: Animal Kingdom + Downtown Disney

Achamos o Animal Kingdom um parque diferente de todos da Disney. Ele realmente é um parque de mais cenários, que atrações. Com isso o ideal é se programar bem no percurso que irá fazer nele pois as áreas são longes e como tem muitos shows o ritmo tem que ser muito sincronizado com eles.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-37

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-35

Ficamos só incomodados com o clima muito quente, pode ter sido o momento que fomos e como garoou no dia, o clima ficou mais quente ainda. Não gostamos da comida do parque, tentamos ir em vários restaurantes mas nenhum nos agradou. Acabamos comendo algo em um restaurante só para não ficar sem comer mesmo. Acabamos o parque cedo e fomos direto para o hotel nos recompor para ir ao Downtown Disney.

O Downtown Disney é muito maneiro, as lojas são impressionantes. Principalmente a da Disney e a da Lego. Jantamos no Planet Hollywood e como fãs de cinema ficamos que nem doidos por lá tirando fotos. A comida foi muito boa e a atendente muito simpática e atenciosa.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-36

Décimo dia: Sea World + Guitar Center

Apesar do forte do Sea World serem as atrações com os animais, gostamos mais dos brinquedos e montanha russas. Tinha a impressão de que os shows com os golfinhos e baleias seriam maiores, acho que criei uma expectativa muito grande apenas. Achamos a parte meio confusa no Dolphin Cove, pois eles separam quem paga o ingresso para alimentar os golfinhos e quem não opta por isso fica meio perdido ali.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-41

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-39

As montanha russas Kraken e Manta são iradas demais. Adoramos a nova atração Antartica e foi muito impressionante conseguir chegar tão perto dos pinguins. Um dos nossos receios na ida ao parque eram algumas histórias de que ali os animais seriam mal tratados por estarem longe de seu habitat e por serem doutrinados para as interações. Não achamos nenhuma situação desse tipo e achamos o parque bem agradável.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-38

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-40

Diferente de outros parques, a possibilidade do refil de bebidas é muito boa. Conseguimos provar várias refrigerantes diferentes por isso e o bacana foram os múltiplos locais para a recarga. Valeu muito a pena!! Um ponto desagradável são as cobranças pelos guarda volumes. Desnecessário utilizar uma parque que está óbvio que terá itens para guardar e ter que pagar por isso.

Passamos na famosa Guitar Center por uma escolha do casal que estava conosco. Realmente tem tudo por lá e o que chamou a nossa intenção foi que eles possuem um atendente brasileiro. Vimos guitarras lá por apenas 100 dólares, até eu que não toco nada quase quis trazer uma para casa.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-42

Décimo primeiro dia: Aquatica + Typhoon Lagoon

Mudamos um pouco o nosso “Programa de Viagem” em cima da hora, nosso objetivo era ganhar um pouco mais de tempo para as compras. Com isso acabamos fazendo dois parques aquático em um mesmo dia. Pela primeira experiência no Blizzard Beach achamos que seria possível e com isso poderíamos fazer as coisas com mais calma.

O Typhoon Lagoon tem a piscina de ondas que na nossa opinião foi a melhor de todos os parques. Ele tem muita coisa para fazer, mas como a mulherada não curtia muito os toboáguas, nós conseguimos fazer cada um dos brinquedos uma vez na parte do início da manhã.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-43

Saímos e fomos direto para o Aquatica. Para nós o melhor parque aquático dos visitados. A piscina de ondas é menor, mas os toboaguas são sensacionais. O Ihu Breakway Falls que você sai de um alçapão vale a fila e é para mim uma das melhores lembranças emocionantes da viagem. Estavamos super empolgados com o Dolphin Plunge, mas é tão rápido que nem conseguimos ver muita coisas. Tem tanta água, bem que o VPD falou. Hehe

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-44

O Aquatica é um parque que dá para você ficar bastante tempo por lá. Nós fizemos correndo pois tínhamos meio dia, mas deu para curtir também e descansar nas correntezas ao final. Se tivesse que dar uma orientação de como organizar os parques aquáticos, teria feito diferente. Deixaria um dia completo para o Aquatica e mesclaria em um dia o Blizzard Beach e o Typhoon Lagoon. Eles são uma excelente forma de descansar da correria dos parques e manter a sua viagem na emoção.

 

Uma coisa que achamos engraçada foi a questão do refil por aqui. Como estávamos em dois casais, pegamos em cada parque um para cada casal dividir. Percebemos que a maioria dos locais compram um para cada pessoa mesmo, um para o pai, criança, esposa e por aí vai. Nos sentimos burlando um pouco as regras. Mas faz parte da viagem né.

Décimo segundo dia: Islands of Adventure

Já tínhamos ouvido muita coisa do Islands, mas ele superou as nossas expectativas. Chegamos bem cedo e o parque não estava cheio, começamos logo pela entrada no Hulk. O tempo não estava muito bom e ficamos com medo de chover forte e não conseguirmos ir depois.

De lá fomos para a área do Harry Potter. Achei essa parte bem diferente da Universal e extremamente fiel ao filmes. As atrações são sensacionais e se deixasse ficaríamos repetindo elas em looping. O que também impressiona é o tamanho da estrutura das filas, como não estava cheio fomos rápido, mas se a fila completar todo o espaço que era dedicado a ela não consigo imaginar quanto tempo demorariam por lá. O que só me faz ficar abismado como as pessoas conseguem fazer os dois parques em um mesmo dia.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-45

A Dudley e a do Popeye molham demais, mas fomos de capa de chuva e ela nos protegeu bem. Tem também um pouco de sorte de ficar no local que não receberá uma tormenta. Mas achamos que vale a pena ir de capa. No final da tarde começou uma leve chuva e a do Hulk fechou. Acabamos indo duas vezes na do Homem Aranha, achamos a mais perfeita de todas. Na hora que o homem aranha sobe no carrinho parece que é uma pessoa de verdade. Os efeitos são reais demais.

Paramos para tirar foto com os personagens no meio da região da Marvel. Encontramos o Homem Aranha, o Ciclope, a Tempestade, a Vampira e o Wolverine. Os atores fazem mesmo a interpretação dos personagens. O Wolverine na hora, fica fazendo tipo de que não quer tirar foto e é grosseirão. É a rejeição mais esperada pelos fãs.

Demos sorte e a chuva deu uma trégua. Conseguimos voltar e repetimos duas vezes a do Hulk, foi até tranquilo ir na primeira cadeira. Na ultima vez até choveu um pouquinho lá em cima e foi mais emocionante ainda. No final estávamos tão cansados que acabamos comendo no City Walk mesmo.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-47

Décimo terceiro dia: Busch Gardens + jantar no Rainforest

Nesse dia acordamos mais cedo que o normal e partimos para Tampa. Precisaríamos do Sun Pass, que não adquirimos na locação do carro. Ele nos custaria 90 dólares na locadora e compramos o cartão por 4,99 dólares no Walgreens e colocamos 15 dólares nele pelo cartão de crédito. Deu para todo o pedágio da viagem até tampa e volta para orlando.

Demoramos cerca de uma hora e quinze para chegar até o Busch Gardens e a estrada é bem tranquila. Já marcamos para fazer as montanhas russas mais concorridas logo. Na entrada pegamos logo a Cheetah, o mais legal que achei dele é pela alta velocidade. Depois fomos fazendo o parque pelos blocos dele. É um parque muito grande e as partes são mais afastadas uma da outra. Por isso o ideal é se programar para percorrer cada área na totalidade e depois passar para outra.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-50

A Sheikra é a mais irada de todas, não deixe de ir no primeiro carrinho. Ela tem uma parada no meio e uma queda livre. Conseguimos repetir e fui na primeira fila e nas outras. É uma sensação totalmente diferente. A segunda melhor lembrança é a da Falcon’s Fury. A altura que ela vai é surreal e o mais irado é a inclinação que ela faz. Parece que estamos nos jogando de um prédio.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-48

Já tínhamos feito uma reserva para jantar no Rainforest. Foi o tempo de chegarmos no hotel, tomarmos um banho e sair direto para o Downtown Disney. O restaurante é diferente de tudo e nos faz parecer estar dentro de uma floresta de verdade. A comida que não é lá essas coisas. Mas isso é bem pessoal, não curtimos muito o paladar americano e esse clima geral de fast food. Mas o restaurante vale a pena por toda a caracterização.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-51

Décimo quarto dia: Magic Kingdom + almoço Be Our Guest

Compramos o ingresso que dava direito a mais um dia de parque. Deixamos para repetir o Magic Kingdom, pois achamos que ele é o que melhor representa a magia encantadora da Disney. O impressionante é que pegamos um parque bem diferente da primeira vez. Eles já tinham colocado uns tapumes e revestido a área em volta do castelo, nem conseguimos rever a estátua do Walt Disney. Deixamos para fazer algumas atrações que não tínhamos ido e para principalmente tirar fotos com os personagens.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-55

Reservamos o almoço no Be Our Guest e para nós é o melhor local para almoçar de todos os parques. Mesmo não tendo os personagens, a parte interna é de uma riqueza de detalhes que impressiona quem é fã do filme como nós. A comida é boa de verdade e você fica meia hora só admirando o teto do restaurante. Mesmo tendo a reserva, achamos grande a fila para a entrada. Foi difícil também o atendente identificar a escolha que já tínhamos feito no site. Mas depois de alguns minutinhos ele identificou.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-57

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-58

De sobremesa e para assistir a parada fomos comer no Plaza Ice Cream Parlor, pegamos a gigante pia do Mickey, a Kitchen Sink Sundae. Ficamos tão embasbacados que até a atendente resolveu interagir na foto. Comemos os dois e logo depois o casal que estava conosco até comeu um pouquinho também de tão grande.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-59

Décimo quinto dia: IHOP e compras

Queríamos provar um verdadeiro café da manhã americano no IHOP. De manhã o restaurante estava bem cheio e achamos o público muito maior de americanos do que outros turistas. A panqueca de lá é muito boa e não tinha como sair dos Estados Unidos sem comer uma. O atendimento é muito bom e tomei quase que uma garrafa inteira de café. Achamos o preço muito bom e a comida foi quase um almoço. Conseguimos sair para fazer compras e só fomos almoçar bem mais tarde.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-62

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-64

Décimo sexto dia: café da manhã no Cape May + Boardwalk

Deixamos esse dia para passear sem muito compromisso e de manhã tínhamos feito uma reserva de café da manhã no Cape May. Fomos apenas Dani e Eu, e falo para todo mundo. Vale muito a pena!! Como só tínhamos um carro para dois casais, pedimos um taxi na recepção do hotel. O motorista Mohamed nos levou do Worldquest Resort até o Cape May por 18 dólares. Achamos tranquilo. Deixamos o casal que estava conosco dormindo mais no hotel e eles nos encontrariam depois no Boardwalk.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-69

É muito empolgante ver os personagens vindo na nossa mesa e eles são extremamente atenciosos, tiramos várias fotos e os atendentes ainda se colocam a disposição para bater para você. O sistema de rodízio do personagens é muito organizado, eles veem um a um na mesa. Após paramos para comer com calma. Logo no final eles voltaram e passaram mais uma vez pelas mesas.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-70

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-71

A comida é sensacional. Aquela calda de morango vai deixar mesmo saudades. Gostamos muito, você consegue tirar fotos excelentes, come extremamente bem e ainda conhece o hotel Beach Club Resort que é lindo demais.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-74

De lá fomos andando até o Boardwalk que é logo do lado. A caminhada é muito prazerosa e em torno da baía tem uma pista de corrida. Muita gente deixa para caminhar por ali e é tudo muito lindo mesmo. Conseguimos perceber no caminho toda a atenção que a Disney possui para cuidar da sua estrutura. Ao passar por uma ponte que dava acessão a entrada do Boardwalk vimos um funcionário pintando novamente o poste. Não precisava mesmo repintar aquele poste, ele já estava mais do que perfeito. Mas cumprindo o objetivo de deixar tudo com a aparência de novinho, eles estavam repintando novamente. Assustador hehe

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-68

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-67

Décimo sétimo dia: despedida

Nesse nosso ultimo dia tínhamos que fazer o checkout as 11hs. Montamos tudo no dia anterior e como nosso voo era só as 18hs, ficamos dando uma volta pela cidade. Fomos comprar mais algumas coisas para trazer no Walmart.

Extra!

Disney On Ice

Para manter o clima de Disney, fomos no Disney On Ice que ocorreu no Rio. Nós nunca tínhamos ido e como todo mundo que volta de viagem, acaba meio órfão da Disney, resolvemos ir. Sempre ouvimos falar muito mal desse evento, mas curtimos muito.

Eles dão foco nos quatro principais personagens. Vão passando pela história de alguns personagens, como a Alice, Alladin, Rei Leão, Cinderela e a Branca de Neve. Resumem a história e cantam algumas das principais músicas. O único chato é que ainda não tem a história do Frozen. Teria tudo a ver com o estilo do gelo e a patinação. Mas acredito que estejam remodelando o espetáculo para isso. Para quem gosta do mundo Disney vai curtir muito com toda a certeza!

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-76

 

 

Disneyland Paris

No ano passado em nossa Lua de Mel, fomos para a Disneyland de Paris. Essa foi o nosso primeiro contato com esse mundo. Muitas pessoas criticaram dizendo que não era a mesma coisa e até indagaram “Como vão perder um dia em Paris?”.

Saímos de lá encantados e aproveitamos o dia inteiro até o final do dia. A chamada antigamente como Eurodisney, tem o propósito de ser um parque bem menor mesmo para que as pessoas consigam visitá-la em um dia apenas. Ela é dividida em Disneyland Park e a Walt Disney Studios. Como é uma bem mais nova que a original achamos que ela reúne alguns principais atrações. Achamos alguns até mais longos, como a Phanton Mansion, a Roller Coaster e a Piratas do Caribe. O que podem nos chamar de doidos, é que achamos o show de encerramento de lá melhor. Eles usam uma fumaça por trás do castelo e jogam uma projeção que fazem os personagens ficarem gigantes. Muito legal mesmo!! Quem tiver a oportunidade de ir não deixem, pois é um parque muito bacana de ir.

marcelo-daniela-viagem-disney-orlando-17-dias-77

Se você assim como o Marcelo tiver histórias para contar sobre sua viagem para Orlando, ou quiser registrar como foi a refeição em algum restaurante da cidade, compartilhar o seu roteiro, ou ainda relatar como foi a estadia no hotel escolhido, nos escreva mandando o seu texto, fotos e vídeos e eles poderão ser publicados aqui no Vai Pra Disney. O endereço é viagemdoleitor@vaipradisney.com (lembrem-se que dúvidas não serão respondidas por esse e-mail, por favor use as caixas de comentários do site).



O Vai Pra Disney é um blog independente e não é um canal mantido pela The Walt Disney Company. As informações contidas nesses sites representam a opinião de seus autores, colaboradores e usuários. Walt Disney World Resort, nomes e logos são marcas registradas da The Walt Disney Company.