Além dos Parques

WonderWorks: a casa de ponta cabeça de Orlando

Quem vai pela primeira vez a Orlando e passa pela International Drive sempre se surpreende com uma enorme casa virada de ponta cabeça, o famoso WonderWorks. Nas nossas viagens para Orlando, nunca demos muita bola para esta atração e fazia muitos anos que a gente não ia no WonderWorks.

Desde que criamos o VPD, muitas pessoas nos perguntam sobre este lugar e por isso, achamos importante voltar lá para poder fazer uma cobertura mais completa e atualizada do WonderWorks para vocês. Algo que fizemos apenas como prova de amor à você, leitor! 🙂

Fachada do WonderWorks

Fachada do WonderWorks

Para quem nunca ouviu falar, o WonderWorks é um parque interativo indoor, mais ou menos no estilo do Disney Quest (que fechou em julho de 2017). A unidade de Orlando é uma das 6 existentes nos EUA e chama atenção por de fato aparentar ser uma casa construída de ponta cabeça no meio de uma das mais importantes avenidas da cidade – os mais atentos vão logo notar que somente a fachada da casa é construída ao contrário, pois dentro dela, tudo está no seu devido lugar.

Entrada do WonderWorks. Além da fachada, o teto ta recepção é a única coisa de ponta cabeça do parque

Entrada do WonderWorks. Além da fachada, o teto da recepção é a única coisa de ponta cabeça do parque

Recepção do WonderWorks

Recepção do WonderWorks

O parque conta uma historinha de que esse era na verdade um centro de estudos localizado no triângulo das Bermudas onde cientistas do mundo todo eram enviados. Porém, depois de um forte furacão, a casa foi arrastada e parou de ponta cabeça no meio de Orlando.
Lendas à parte, as atrações do WonderWorks não me pareceram super relacionadas com ciência como eles tentam contar, mas sim, vários jogos e brinquedos interativos (sim, alguns com a tentativa de parecer com algo científico) para as crianças e adultos se divertirem juntos.

Atrações do WonderWorks

Não pude comprovar a promessa de mais de 100 atrações interativas que o site do local vende, mas são dezenas delas espalhadas em alguns andares. A maioria, diferente dos parques de diversão comuns, não possui filas organizadas e as pessoas ficam meio de lado esperando quem está “jogando” sair.

O WonderWorks é dividido em 6 zonas: Natural Disasters (desastres naturais), Physical Challenge (desafio físico), Light & Sound (luz e som), Space Discovery (descobrindo o espaço), Imagination Lab (laboratório da imaginação) e Far Out Art Gallery (algo como a galeria de arte do além). Eu passei pouco mais de 1 hora no local, mas eles dizem que entre 2-3 horas você consegue aproveitar tudo que existe lá dentro. Uma opção para quem está buscando algo para fazer depois de um dia de compras, ou de um parque que fecha mais cedo.

Uma das primeiras atrações que você encontra ao entrar no WonderWorks é o simulador de terremoto, o Earthquake Cafe. Você senta em uma mesa com outras pessoas e o chão começa a tremer no que eles garante ter uma sensação similar a um terremoto de 5.3 na escala Richter. Logo ao lado, você encontra o Hurricane Shack, uma cabana que simula um furacão que dispara ventos de até 115 km/h. De fato os ventos são bem fortes, mas duram pouco tempo.

Experimente a sensação de estar em um terremoto no WonderWorks

Experimente a sensação de estar em um terremoto no WonderWorks

Nesse mesmo andar, você encontra o How Cold Is It? onde você pode experimentar quão fria estava a água do mar no momento do acidente do Titanic. Cada pessoa pode enfiar a mão na água que está a mais ou menos 2 graus em uma caixa fechada, e um cronômetro vai marcando o tempo que você consegue aguentar o frio. Não sei se foi o efeito do calor monstruoso de Orlando em Julho, mas nem achei a água tão gelada assim. Fiquei uns 3 minutos até que desisti pois não estava congelando a minha mão hehe.

No WonderWorks, experimente a temperatura em que a água do mar estava no momento em que o Titanic afundou

Experimente a temperatura em que a água do mar estava no momento em que o Titanic afundou

Cabine para observação de como a água se comporta em gravidade zero

Cabine para observação de como a água se comporta em gravidade zero

Subindo o andar, logo você se depara com uma atração bem impressionante, que é a cama de pregos. Todo mundo pode deitar e ninguém se machuca. Rende umas fotos bem legais para recordação e para postar nas redes sociais. Eu nunca tinha visto uma mas a Re nem deu bola, pois disse que lembra de já ter visto isso em São Paulo em algum museu quando era pequena, então nem ligou.

Nesse andar, você ainda encontra várias pequenas atrações, onde você pode tocar um piano pisando nas teclas, fazer bolas de sabão gigantes, brincar com a sua sombra e jogar alguns games interativos.

Espaço do WonderWorks para as pessoas fazerem bolas de sabão gigantes

Espaço do WonderWorks para as pessoas fazerem bolas de sabão gigantes

Cama de pregos no WonderWorks. Quem tem coragem de deitar ali?

Cama de pregos no WonderWorks. Quem tem coragem de deitar ali?

Piano em que você toca pisando nas teclas no WonderWorks

Piano em que você toca pisando nas teclas

Uma outra importante atração do WonderWorks é a Wonder Coaster, onde você monta uma montanha russa no computador e depois entra em uma espécie de centrífuga para “testar” a sua montanha russa virtual. Assim como na atração gêmea encontrada no Disney Quest, eu sai meio enjoado dessa atração, então não recomendo pra quem tem labirintite ou para quem acabou de comer.

Wonder Coaster, atração gêmea a encontrada no Disney Quest

Wonder Coaster, atração gêmea a encontrada no Disney Quest

Além dessas e outras atrações menores, o WonderWorks oferece 4 outras experiências, obviamente com um preço a ser pago a parte:

  • Indoor Ropes Course
    Aqui você tem que atravessar uma trilha se pendurando em cordas. Todos ficam seguros em um cinto que fica preso no teto, mas imagino que as crianças pequenas devem adorar essa atração.
  • 4D XD Simulator Ride WonderWorks
    É um simulador 4D, onde as cadeiras mexem e as pessoas assistem um filme com óculos 3D. Sinceramente, acho que com as atrações já encontradas nos parques tradicionais, essa aí fica no chinelo. Para mim não faz sentido pagar por isso quando você já vai conhecer o simulador do homem aranha no Islands of Adventure que é extremamente superior e ainda já está incluso no preço do parque.
  • Lazer-Tag
    Eu adoro Laser Tag! Muita gente conhece como “Laser Shots” que foi uma cadeia de laser tag que já existiu no Brasil há alguns anos. Basicamente todos entram armados com um colete luminoso em uma arena escura e um tem que atirar uns nos outros. É um paintball mais tecnológico!
  • Outta Control Magic Comedy Dinner Show
    É um show de mágica muito mal avaliado por todo mundo que assiste. Não recomendo.

Ingressos do WonderWorks

O ingresso normal, encontrado no site da WonderWorks ou na bilheteria custa atualmente $29,99 dólares por adulto (13 anos ou mais) e $23,99 para crianças de 4 a 12 anos. Mas uma das coisas mais fáceis de se encontrar em Orlando são cupons de desconto que dão entre $5 e $10 dólares de desconto no ingresso. Em geral, você encontra esses cupons nas recepções dos hotéis.

Para participar das atrações extras, você encontra outros combos:

  • General Admission (WonderWorks + Simulador 4D + Cordas + Lazer Tag): adulto por $29,99 e criança por $23,99.
  • Outta Control Magic Comedy Dinner Show (Show de Mágica + jantar com buffet de pizza, salada cerveja, vinho, refrigerante e sobremesa): adulto por $29,99 e criança por $19,99.
  • VIP Combo (WonderWorks + Simulador 4D + Cordas + Show de Mágica + Lazer Tag): adulto por $52,99 e criança por $37,99.

Vale lembrar que para estacionar o carro no WonderWorks, você usa um estacionamento fechado ao lado do local, onde se paga $3,00 pelas primeiras 2 horas, $5,00 por 3 horas, $7,00 por 4 horas, ou $9,00 pelo dia inteiro.

Conclusão sobre o WonderWorks

Conheço algumas pessoas que gostaram do WonderWorks, mas falando da minha opinião (e a da Rê também), não recomendo o parque. Acho que as atrações são bem fracas e o local me parece velho e abandonado. A gente se perguntava o tempo todo “por que alguém se dá ao trabalho de criar uma atração assim?”. Pode ser que apenas não seja o nosso estilo de parque, pois vi bastante gente se divertindo lá dentro. De qualquer forma,  por quase trinta dólares por pessoa, eu espero bem mais diversão do que o local me ofereceu. No entanto, sendo justo, acho que ele é um local divertido para se tirar fotos do lado de fora – e isso não custa nada 🙂

Se você não concorda com a minha opinião, fique à vontade para colocar a sua ai na área de comentários. Aqui temos um espaço aberto para todo mundo contar o que achou das atrações de Orlando.

Se você busca uma recomendação, sugiro o moderno iDrive 360, complexo que reúne a roda gigante ICON Orlando 360, o museu de cera Madame Tussauds e o aquário SeaLife, também com ótimas opções de restaurantes como o Shake Shack.



O Vai Pra Disney é um blog independente e não é um canal mantido pela The Walt Disney Company. As informações contidas nesses sites representam a opinião de seus autores, colaboradores e usuários. Walt Disney World Resort, nomes e logos são marcas registradas da The Walt Disney Company.